Samsung interessada em tecnologia “made in” U.Porto

Carl Gressum (à dir. na foto) esteve reunido com várias equipas de investigação da U. Porto.

Carl Gressum, Technology Sourcing Specialist do Samsung Eletronics Research Institute (Reino Unido) esteve recentemente na Universidade do Porto para conhecer alguns dos projetos inovadoras que aqui estão a ser desenvolvidos na área das  telecomunicações móveis.

Nesta visita, o especialista britânico, que percorre constantemente o mundo em busca de novos produtos para o universo de tecnologias e aplicações da Samsung, esteve reunido com vários grupos de I&D da U.Porto. Do encontro resultou a apresentação de várias tecnologias que estão a “nascer” na Universidade e que podem vir a interessar ao gigante coreano de dispositivos móveis.

Tecnologias do Instituto de Tecnologia (IT), da Faculdade de Engenharia (FEUP), do INESC Porto e do Porto Interactive Center, na Faculdade de Ciências, foram explicadas ao representante da Samsung, que veio em busca de tecnologias móveis, apps, e hardware mas sobretudo software e aplicações que possam ser integradas nos smartphones da marca.

Um exemplo concreto foi a tecnologia Data Management Formal Model, apresentada pela investigadora Ana Aguiar. Esta invenção permite ao programador de uma app definir em que circunstâncias pode um dispositivo móvel funcionar em modo offline, usando mapas que ficam guardados em memória na base de dados. Invenções como estas interessam à Samsung Eletronics, que tem um mercado próprio de aplicações e procura constantemente dinamizá-las para melhorar o seu portfólio de tecnologias.

Estando, atualmente, a procurar criar relações com unidades de investigação de toda a Europa, Carl Gressum garantiu, já de partida para o Reino Unido, que esta foi uma de muitas visitas que fará à Universidade do Porto. O especialista mostrou-se “muito entusiasmado” com o potencial existente na Universidade bem como com as possibilidades de cooperação no domínio das comunicações móveis, que “serão consideradas pela Samsung para criar parcerias futuras”.