Robôs da FEUP brilham no Festival Nacional de Robótica

O evento pretende reconhcer o nível de excelência da robótica em Portugal (foto: D.R.)

Duas equipas do Grupo de Robótica do Departamento de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), do INESC TEC e do INEGI saíram vencedoras de duas das quatro competições do Festival Nacional de Robótica 2018, que decorreu de 25 a 29 de abril, em Torres Vedras, e que tem o principal objetivo de promover e reconhecer projetos e criações de excelência na área da Robótica.

Promovido pela Sociedade Portuguesa de Robótica, o Festival Nacional de Robótica é constituído por dois tipos de provas: júnior e sénior, sendo esta última dedicada a estudantes das universidades e politécnicos.

A equipa “Conde”, constituída por Valter Costa (estudante do Programa Doutoral em Engenharia Informática [ProDEI] e investigador no INEGI), Peter Cebola (investigador do INEGI), Pedro Tavares (Estudante do Programa  Doutoral em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores [PDEEC]) e supervisionada por Armando Sousa (docente do Departamento de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores [DEEC] e investigador do  INESC TEC), sagrou-se ‘bicampeã’ na prova de “Condução Autónoma”. O desafio passava pela travessia do robô por uma rota ao longo de uma pista fechada, semelhante à de uma estrada convencional, desafio esse superado com sucesso, tendo o robô portuense conseguido inclusivamente ver semáforos, identificar sinais de trânsito e estacionar de forma autónoma.

Já a equipa “5DPO”, orientada por Paulo Costa (docente do DEEC e investigador do INESC TEC) e constituída por Vítor Pinto (estudante do PDEEC), João Manuel Matos Monteiro (investigador do INESC TEC) e André Pinto (também investigador do INESC TEC), conquistou o primeiro lugar da prova “Robot@Factory”. Neste caso, o desafio passa por recriar um cenário de fábrica, com todos os obstáculos e dificuldades associadas, para um robô autónomo, o qual tem de transferir, no mínimo tempo possível, um número considerável de caixas entre os armazéns e as oito máquinas de trabalho.

Paralelamente às competições, o Grupo de Robótica viu ainda três artigos científicos da sua autoria serem aceites na conferência, tendo um deles sido selecionado para a submissão em revista.

Este encontro científico internacional tem como objetivo explorar e discutir as últimas tendências em pesquisa e tecnologia nas áreas relacionadas com a robótica móvel, promovendo a Ciência e Tecnologia junto dos jovens, professores, investigadores e do público em geral, através de competições de robôs autónomos.

Mais informações aqui.