Reitor da U.Porto entronizado Confrade Queirosiano

reitor_equeiros

O Reitor da Universidade do Porto no momento da entronização como membro da Confraria Queirosiana.

O Reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo de Azevedo, foi entronizado como um dos novos confrades da Confraria Queirosiana, associação cultural dedicada à leitura, investigação e divulgação da vida e obra de Eça de Queirós.

Foi no Solar dos Condes de Resende, casa senhorial de Vila Nova de Gaia onde Eça de Queirós conheceu a sua futura esposa e que serve agora de sede à Confraria Queirosiana, que se realizou a cerimónia de insigniação dos novos confrades por ocasião do 13.º Grande Capítulo anual da Confraria Queirosiana.

A distinção de Sebastião Feyo de Azevedo como confrade queirosiano foi justificada “pelo conjunto da sua obra e carreira e pela divulgação da vida e obra de Eça de Queirós na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto”, sendo-lhe atribuído o título de Confrade de Honra, grau Mecenas.

O Reitor da Universidade do Porto foi, aliás, escolhido para intervir na cerimónia em nome dos novos confrades queirosianos. A par de Sebastião Feyo de Azevedo, foram ainda distinguidos o antigo presidente da Câmara Municipal de Baião e atual Secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, e o presidente da Assembleia Municipal de Vila Nova de Gaia, Albino Pinto de Almeida.

Os três novos confrades juntam-se desta forma a uma lista de 103 membros da Confraria Queirosiana que inclui nomes das mais diversas áreas de atuação e nacionalidades. Todos tiveram de realizar o juramento da Confraria Queirosiana em como se comprometem a “ler, estudar e divulgar a obra de Eça de Queirós em Portugal e no Mundo com sabedoria, elegância e bom gosto”.