Recomendações europeias para pé diabético apresentadas na FMUP

Mais de 300 estudantes de Medicina, especialistas e personalidades do meio académico e científico vão estar no Centro de Investigação Médica da FMUP.

Sabia que a cada 30 segundos é amputado um pé a um diabético? Ou que 80% das amputações não relacionadas com acidentes acontecem em pessoas com esta patologia? Sabia ainda que a prevalência da diabetes vai duplicar nos próximos 30 anos e que 12 a 25% de todos os diabéticos vão ter uma úlcera, muito provavelmente (em 58% dos casos) associada a infeção?

É para contrariar esta realidade dramática que foram definidas novas recomendações para o tratamento de pacientes com diabetes e úlceras infetadas. Desenvolvidas por Armando Mansilha, especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular e investigador da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), estas recomendações foram publicadas recentemente no The Journal of Cardiovascular Surgery. No próximo sábado, 20 de abril, será a ver de serem apresentadas em Portugal, durante o Porto Vascular Conference 2013, que decorrerá no Centro de Investigação Médica da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP).

Segundo Armando Mansilha, “as úlceras do pé diabético e as suas consequências representam uma tragédia para os pacientes e para as suas famílias e um custo significativo para os Sistemas de Saúde e para a Sociedade em geral”. Por isso mesmo, é necessário que o diagnóstico “seja realizado atempadamente e sejam tomadas medidas clínicas adaptadas a cada caso (nomeadamente através do recurso a antibioterapia e revascularização), de forma a prevenir amputações evitáveis”. São muitos os fatores a ter em linha de conta, pelo que o especialista em Cirurgia Vascular recomenda a intervenção de uma equipa multidisciplinar.

O trabalho sobre pé diabético é contudo apenas um dos muitos motivos de interesse da Porto Vascular Conference 2013. Ao longo do dia, o evento vai receber mais de 300 participantes, entre estudantes de Medicina, médicos especialistas e representantes de diversas entidades, sendo de destacar a presença dos diretores dos Serviços de Cirurgia Vascular de todos os hospitais públicos nacionais e algumas personalidades de renome do meio académico e científico, tais como o editor da European Journal of Vascular and Endovascular Surgery, Jean Baptiste Ricco.

No total, a conferência contará com 79 intervenientes e 44 apresentações que vão incidir sobre diferentes temas associados à Medicina Vascular, nomeadamente doença arterial periférica, doença venosa crónica e úlceras.

O programa inclui ainda uma sessão sobre Educação Médica, Treino e Qualificação que contará com a presença do diretor da FMUP (José Agostinho Marques), do diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lsiboa (José Fernandes e Fernandes) e do editor-chefe do European Journal of Vascular and Endovascular Surgery, (Jean Baptiste Ricco), entre outras personalidades do meio académico e científico.

Mais informações aqui.