Ramalho Eanes revisita o Portugal democrático na U.Porto

Ex-Presidente da República é o "padrinho" dos estudantes da U.Porto vencedores do concurso “25 de abril: O futuro da democracia em Portugal e na Europa”.

O general Ramalho Eanes, Presidente da República entre 1976 e 1986 e figura incontornável da política portuguesa no pós-25 de abril, vai estar esta segunda-feira, 28 de abril, às 15h00, no Salão Nobre do Edifício Histórico da Universidade do Porto (Praça Gomes Teixeira, à Reitoria), para participar na conferência “25 de Abril: O Futuro da Democracia em Portugal e na Europa”, promovida pela RDP Antena 1/RTP, com o apoio da U.Porto, do GIPE e do Conselho Nacional de Educação.

Nesta passagem pela U.Porto, o primeiro Presidente da República democraticamente eleito após o 25 de abril terá a oportunidade de revisitar os 40 anos de democracia em Portugal. Pelo meio, assumirá o papel de padrinho da apresentação pública de um dos projetos vencedores do concurso “25 de abril: O futuro da democracia em Portugal e na Europa”, da autoria de João Pedro de Araújo Ferraz e Emídio Gil Valente Maia, estudantes do 2º ano de Direito da Faculdade de Direito da Universidade do Porto (FDUP).

Para além de Ramalho Eanes e dos estudantes da FDUP, a sessão contará ainda com a presença do reitor da U.Porto, José Marques dos Santos, e de um representante do Parlamento Europeu.

Com entrada livre, a conferência dá seguimento ao ciclo de quatro sessões que visam dar a conhecer os trabalhos vencedores do concurso realizado a nível nacional, no âmbito das comemorações dos 40 anos do 25 de abril de 1974. Iniciada a 22 de abril, pela maestrina Joana Carneiro, a iniciativa inclui ainda as conferências do também ex-Presidente da República Jorge Sampaio (dia 24, na Universidade de Lisboa) e do Presidente do Tribunal de Contas, Guilherme d’Oliveira Martins (dia 30, na Universidade de Coimbra). Ainda sobre a temática do concurso, a RTP e a Antena 1 vão realizar cinco reportagens a transmitir em data a anunciar.

Sobre o Prémio

O Prémio/Concurso “25 de abril: O futuro da democracia em Portugal e na Europa” desafiou jovens entre os 14 e os 26 anos, a frequentar o ensino secundário ou superior em Portugal, a elaborar um ensaio inédito sobre o futuro da democracia a nível português e europeu. O prémio para os autores dos melhores trabalhos consiste numa visita de três dias a Bruxelas, a decorrer no final do 2014, após a tomada de posse do novo Parlamento.