Projeto WISE mostra-se na Faculdade de Ciências

A Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) recebeu, no passado dia 11 de dezembro, a Conferência WISE, que teve como objetivo apresentar e divulgar os principais resultados do projeto WISE (Widening Interdisciplinary Sustainability Education), da qual a U.Porto é entidade parceira.

Na base do WISE está a criação de uma rede internacional interdisciplinar de professores universitários e investigadores, que trabalham em conjunto para desenvolver capacidades operacionais de pensamento integrado sobre desenvolvimento sustentável. Para além da Universidade do Porto (em representação de Portugal) fazem parte do projeto a Agricultural University of Athens (Grécia), o Collegium Civitas (Polónia), a Masarykova Univerzita (Repúblic Checa) e a Swedish University of Agricultural Sciences (Suécia).

Debater o trabalho já desenvolvido foi então o propósito que juntou no FCUP 40 convidados de diversas universidades, câmaras municipais, empresas e associações interessadas na temática, bem como cerca de 30 membros da U.Porto.

Para além das comunicações relativas ao trabalho desenvolvido no projeto WISE pelos membros da equipa portuguesa do projeto, decorreram cinco palestras ministradas por oradores convidados. Em representação de Portugal, Luísa Schmidt (socióloga e investigadora principal do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa – ICS-ULisboa) abordou o estado atual do mundo no que diz respeito às alterações climáticas e à sustentabilidade. Francisco Calheiros (conde de Calheiros e proprietário do Paço de Calheiros) dedicou a sua intervenção ao turismo de habitação sustentável, enquanto Beatriz Castiglione (investigadora do CIBIO-InBIO, especializada na área da agricultura urbana) fez o balanço do Projeto Quinto Alçado do Porto.

Durante a tarde houve ainda espaço para a intervenção de dois convidados internacionais. O geólogo italiano Giuseppe Di Capua (investigador do Instituto Nazionale di Geofisica e Vulcanologia) centrou o seu discurso no papel que a Geoética pode desempenhar na promoção da sustentabilidade, ao passo que o britânico Iain Stewart (Professor na School of Geography, Earth and Environmental Sciences da Universidade de Plymouth) alertou para a importância da sustentabilidade na geocomunicação para diferentes tipos de público.