Projeto INESC TEC vence prémio de “Projeto Europeu de Energia”

O INESC TEC viu o projeto REStable (Improvement of Renewables-based System Services Through Better Interaction of European Control Zones) ser distinguido nos prémios da Academia de Energia com o prémio especial “Projeto Europeu de Energia”. O prémio foi atribuído pelo Handelsblatt, um jornal económico alemão.

O REStable, financiado pela iniciativa ERA-Net SmartGrids+ e coordenado pela ARMINES – MINES ParisTech, foi considerado um “projeto excecional a nível europeu, cujas funções enquanto projeto farol têm um forte carácter de prototipagem para toda a Europa”.

A receber o prémio em Berlim estiveram representantes da Fraunhofer IWES e da ENERCON, parceiros no projeto.

O objetivo principal do REStable consiste em melhorar e desenvolver serviços com base em energias renováveis e sistemas de armazenamento de energia, explorando o conceito de central “virtual” de energia elétrica.

O INESC TEC está a desenvolver novos algoritmos para controlar a reserva primária e secundária como resposta às flutuações das energias renováveis. Além disso, vai ser feita uma demonstração no Laboratório de Redes Elétricas Inteligentes e Veículos Elétricos do INESC TEC com o objetivo de apresentar a participação de uma central virtual nos serviços de regulação de frequência, utilizando tecnologia de simulação em tempo real.

Os parceiros ARMINES, ARTELYS, HYDRONEXT, HESPUL e MAIA EOLIS constituem o consórcio francês. Já o consórcio germânico é constituído por SOLAR WORLD, ENERCON e FRAUNHOFER-IWES. O INESC TEC é o único parceiro português.

O projeto já tinha ganho um prémio em 2016, quando foi reconhecido com o primeiro lugar no Franco-German Innovation Award promovido pela Dena (Agência de Energia da Alemanha), em conjunto com a Agence de l’Environnement et de la Maîtrise de l’Energie (ADEME, França) e o German-French Office for Renewable Energies (DFBEE).