Projeto Erasmus Mundus coordenado pela U.Porto dá origem a livro sobre História de África

KuitoKanavale_300x200

A Batalha de Kuito Kanavale foi um momento decisivo para a história de Angola e de toda a África Austral.

Ao abrigo de um dos projetos Erasmus Mundus coordenado pela Universidade do Porto, o investigador angolano Issau Agostinho obteve o título de Mestre em Relações Internacionais e Estudos Europeus pela Universidade La Sapienza di Roma. É precisamente desse projeto de investigação que nasce o livro “A Batalha do Kuito Kuanavale e o Desanuviamento Político da África Austral”, cujo lançamento oficial irá decorrer na Reitoria da Universidade do Porto, às 18 horas do dia 5 de julho.

Numa sessão que terá lugar na Biblioteca do Fundo Antigo da Reitoria da U.Porto e que contará com a presença da Vice-Reitora para as Relações Externas e Cultura, Maria de Fátima Marinho, a apresentação da obra estará a cargo de Maciel Santos, docente da Faculdade de Letras e investigador do Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto, especialista em História Colonial.

Em “A Batalha do Kuito Kuanavale e o Desanuviamento Político da África Austral”, Issau Agostinho identifica esta batalha da Guerra Civil Angolana – a maior batalha de forças regulares em continente africano desde a II Guerra Mundial – como um evento determinante para o processo de desanuviamento político e militar na África Austral.

capa_batalhaAo longo das páginas do seu estudo, o autor reconstrói os antecedentes de um episódio bélico que se insere num marco internacional caracterizado por profundas contradições ideológicas e que envolveu as forças governamentais angolanas, aliadas às cubanas com o apoio soviético, e as forças da UNITA, aliadas às sul-africanas, com o apoio dos Estados Unidos da América.

Uma vez que a obra é resultado do período de estudos em Itália que o autor apenas realizou graças às bolsas providenciadas pelo projeto Mundus ACP organizado pela Universidade do Porto, Issau Agostinho decidiu realizar o seu lançamento na instituição que lhe deu a oportunidade de realizar o seu mestrado na Universidade La Sapienza.

Issau Agostinho é colaborador da revista italiana ilcaffegeopolitico especializada na análise de política internacional, autor de artigos, em português, em relações internacionais na revista Eurasia. Tem várias participações em conferências internacionais científicas, em matérias afins, entre Itália, Alemanha e em Angola, mormente junto do Instituto Superior de Relações internacionais (ISRI), onde realizou a sua licenciatura e foi presidente da respetiva associação de estudantes no período entre 2009-2011. Atualmente, é Doutorando em Estudos Políticos, História de Relações Internacionais na Universidade La Sapienza di Roma e diretor da revista online ilgeopolitico, dedicada à análise de questões geopolíticas.