Projeto do INESC TEC tem 3 milhões para financiar soluções tecnológicas

Candidaturas estão abertas até 1 de fevereiro no website do projeto europeu DIVA

Chama-se DIVA o projeto europeu, no qual o INESC TEC participa, e que está a dar a oportunidade às Pequenas e Médias Empresas (PME) de apresentar soluções tecnológicas nas áreas do Agrofood, Floresta e Ambiente. No total estão disponíveis 3 milhões de euros – dividido em duas fases de concurso – para apoiar empresas de Portugal, Espanha, França, Grécia, Itália e Irlanda que submetam projetos inovadores.

As candidaturas da primeira fase, que correspondem a uma apoio de cerca de 1,35 milhões de euros, podem ser feitas até 1 de fevereiro de 2019 no website do projeto. Podem candidatar-se PME, incluindo empresas jovens e startups, legalmente constituídas e estabelecidas num dos seis países referidos.

O concurso agora lançado surge então no âmbito do projeto DIVA, que tem como objetivo apoiar o desenvolvimento de novas cadeias de valor digitais com aplicações nos setores agroalimentar, florestal e ambiental.

“O foco está em apoiar o desenvolvimento de novas tecnologias, big data, cloud computing, robótica, inteligência artificial, sistemas ciberfísicos, internet das coisas e componentes digitais/eletrónicos e fotónicos, plataformas digitais, porque trazem novas perspetivas de inovação à industria agrofood, floresta e ambiente”, Sara Neves, investigadora do Centro para a Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo do INESC TEC.

Ao todo, serão lançadas duas convocatórias com um orçamento de cerca de 3 milhões de euros para financiar o desenvolvimento de novos produtos e serviços, através de várias tipologias de vales de inovação que podem ir até 60 mil euros:

  • Coaching e Mentoring: vales até 10 mil euros, para financiar serviços de consultoria e assistência técnica especializada para aceleração do processo de inovação;
  • Maturação: vales até 10 mil euros, para financiar o amadurecimento tecnológico da PME através de assistência técnica especializada;
  • Demonstração: vales de 25 a 60 mil euros, para financiar a demonstração de soluções inovadoras em ambiente real ou em condições “quase reais”;
  • Internacionalização: vales até 30 mil euros, para financiar serviços de consultoria e assistência técnica especializada no processo de internacionalização, bem como a participação em feiras e eventos internacionais.

Os projetos podem ser individuais ou em consórcio, devendo em qualquer dos casos ser liderado por uma empresa.

O projeto em Portugal é liderado pelo INESC TEC e pela INOVISA.

O DIVA é financiado pelo programa de investigação e inovação da União Europeia H2020, sob o acordo número 777890.

Mais informações em https://www.projectdiva.eu