Projeto da FADEUP premiado pela Assembleia da República

André Seabra | FADEUP

Projeto de André Seabra foi desenvolvido com o apoio da UEFA e da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O projeto “Futebol recreativo – uma nova abordagem terapêutica no combate à obesidade infantil”, liderado por André Seabra, professor da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto ( FADEUP), venceu a primeira edição dos “Prémios de Boas Práticas- Generalização da Prática Desportiva”, uma iniciativa promovida pela Assembleia da República, em parceria com o Plano Nacional de Ética Desportiva.

Desenvolvido com o apoio da UEFA e da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), o projeto de André Seabra procurou dar resposta a um dos principais problemas de Saúde Pública da atualidade – a obesidade infantil – através do futebol. “O futebol é a atividade desportiva que regista maior popularidade e preferência por todas as idades, classes sociais e económicas, é acessível (joga-se em qualquer espaço desportivo), económico (apenas exige uma bola) e fácil de praticar (regras fáceis), sendo ainda capaz de oferecer a todas as crianças e jovens, independentemente do seu peso corporal, oportunidades de diversão, recreação e sucesso”, justifica o docente.

O projeto contou com a participação de 120 crianças/adolescentes com idades compreendidas entre os 8 e 12 anos, a quem foi administrado um treino de 7,5 horas de futebol distribuídas por três dias da semana durante seis  meses.  Os resultado obtidos revelaram uma melhoria da composição corporal, dos fatores de risco cardiometabólicos, dos marcadores inflamatórios e oxidativos, do bem-estar psicológico e da aptidão cardiorespiratória dos participantes.

Futebol crianças

Estudo desenvolvido em 120 crianças propõe a prática do futebol como forma de prevenir e tratar a obesidade infantil.

André Seabra enfatiza o significado e alcance dos resultados alcançados, deixando ainda a sugestão de que o futebol deve passar a ser considerado como uma forma eficaz, não dispendiosa e “não farmacológica” de prevenir e tratar a obesidade, um problema de saúde pública cujas consequências a médio-longo prazo “ainda não são sequer imagináveis”.

o âmbito da 1ª Edição dos prémios de Boas Práticas – Generalização da Prática Desportiva, iniciativa da Assembleia da República, operacionalizada pela Câmara Municipal da Maia e ISMAI, em parceria com o Plano Nacional de Ética no Desporto, dois projetos da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto foram premiados.

Para além do trabalho de André Seabra, a Assembleia da República distinguiu ainda – com o terceiro prémio –  outro projeto desenvolvido na FADEUP, centrado no “Impacto da atividade física e desportiva em pessoas com esquizofrenia”. O pódio dos “Prémios de Boas Práticas- Generalização da Prática Desportiva” ficou completo com o Programa de Apoio À Natação Curricular do 1.º Ciclo do Ensino Básico” promovido pela Câmara Municipal de Lisboa.

O prémio foi entregue durante o Congresso We Feel Sport- prémio de Boas Práticas: Generalização da Prática Desportiva, que decorreu nos dias 18 e 19 de maio. no auditório do TECMAIA-Parque Tecnológico da Maia.