Farmácia portátil ‘made in U.Porto’ vence Prémio João Cordeiro 2014

Farmácia

Atavés da aplicação, o utente pode saber a farmácia mais próxima que tem em stock os medicamentos que pretende.

Está à procura de um medicamente específico e não sabe em que farmácia encontrá-lo? Esquece-se sempre daquele comprimido que tem que tomar todos os dias? E que tal poder resolver tudo isso através do telemóvel? Essa é a proposta do DigitalPharma, um projeto desenvolvido por Luís Filipe Antunes e Manuel Eduardo Correia, professores da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), e por  Ricardo Correia, docente da Faculdade de Medicina da U.Porto (FMUP), que acaba de conquistar a primeira edição do prestigiado Prémio João Cordeiro – Inovação em Farmácia, promovido pela Associação Nacional de Farmácias (ANF).

Desenvolvido no âmbito da HealthySystems (empresa startup incubada no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da U.Porto), o DigitalPharma consiste numa aplicação móvel que permite ao utente saber, por exemplo, qual a farmácia mais próxima que tem em stock os medicamentos associados à sua receita. As funcionalidades do serviço incluem ainda um cartão de fidelização digital; o envio de promoções e descontos; o envio de notificação de renovação de dispensa a doentes crónicos; o acesso ao  registo de medições fisiológicas efetuadas na farmácia e ao histórico de prescrições/dispensa; ou a solicitação de entregas ao domicílio. Com apenas alguns “cliques”, o utilizador pode ainda aceder aos seus gastos anuais em despesas de produtos farmacêuticos ou receber avisos sobre os momentos adequados para tomar um medicamento, de acordo com a prescrição médica e as indicações do farmacêutico.

Pensada de forma a “facilitar o acesso ao medicamento, a adesão à terapêutica e a farmacovigilância”, a  ferramenta permite ainda comunicar reações adversas ao Infarmed, tornando assim mais robusto o sistema de farmacovigilância em Portugal. “Pelas suas características, o DigitalPharma pode ser adoptado noutros sectores de atividade, podendo vir a constituir-se como mais uma oferta de inovação e desenvolvimento das farmácias à sociedade portuguesa”, realça a ANF, destacando também “o dinamismo, potencial interdisciplinar e de ligação às empresas e à comunidade do meio universitário português”.

Criado em homenagem à visão empreendedora do líder histórico das Farmácias, o Prémio João Cordeiro visa apoiar e distinguir projetos originais, no âmbito da intervenção e do conhecimento em Saúde, que promovam o espírito de inovação e desenvolvimento nas farmácias portuguesas.

Nesta primeira edição, o júri – constituído por personalidades nacionais de reconhecido relevo – selecionou os melhores projetos (em função do seu carácter de inovação e excelência, da estimativa de impacto em eficiência, eficácia e produtividade, e do valor acrescentado para a atividade da farmácia) nas categorias de Inovação em Farmácia (prémio principal, no valor de  20 mil euros), Desenvolvimento Profissional e Ferramentas de Gestão (prémios temáticos, no valor de 12.500 euros cada).  Os premiados também receberão apoio à implementação dos seus projetos pelas estruturas do universo ANF.

O Prémio “João Cordeiro – Inovação em Farmácia” 2014 foi entregue no passado dia 15 de outubro, numa cerimónia realizada na sede da ANF.