Professora da FLUP vence Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho

Joana Matos Frias é Professora Auxiliar no Departamento de Estudos Portugueses e Estudos Românicos da FLUP. (Foto: FLUP)

O livro ‘O Murmúrio das Imagens’, da autoria de Joana Matos Frias, professora da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), acaba de ser distinguido com o Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho 2019, atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores, com o patrocínio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

Publicado em março deste ano, em dois volumes, pela editora Afrontamento, ‘O Murmúrio das Imagens’ baseia-se num “estudo que visa apresentar uma ponderada reconstituição teórica desse complexo vínculo entre poesia e imagem”. Cruzando os domínios elementares da retórica, da poética e da estética, propõe-se “uma reflexão transdisciplinar que não se escusa mesmo a uma certa indisciplinaridade”, lê-se na sinopse do livro.

Palavras que convenceram o júri do prémio – composto pelos professores e ensaístas Cândido Oliveira Martins, Isabel Cristina Rodrigues e José Carlos Seabra Pereira -, que destacou “a solidez e clareza da fundamentação teórica aduzida sobre um tema tão complexo”, que é a relação multisecular entre a imagem e poesia.

Joana Matos Frias é Professora Auxiliar no Departamento de Estudos Portugueses e Estudos Românicos da FLUP, faculdade onde se doutorou em 2006 com uma dissertação intitulada “Retórica da Imagem e Poética Imagista na Poesia de Ruy Cinatti”. Membro do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa e da Sociedade Portuguesa de Retórica, tem vários ensaios publicados no campo da estética comparada, privilegiando as correlações entre a poesia, a pintura, a fotografia e o cinema. Em 2001, venceu o Prémio de Ensaio Murilo Mendes, no Brasil.

Sobre o prémio

O Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho destina-se a galardoar, anualmente, uma obra de ensaio literário, escrita em português por um autor português, publicada em livro, em primeira edição. O prémio tem o valor pecuniário de 7.500 euros.