Professor da FCUP na linha da frente da tecnologia laser mundial

Hélder Crespo, FCUP

Tecnologia de laser ultrarrápida desenvolvida por Hélder Crespo venceu a edição 2013 do iUP25k – Concurso de Ideias e Negócios da U.Porto. (Foto: Egídio Santos/U.Porto)

Hélder Crespo, docente do Departamento de Física e Astronomia da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) e líder do Grupo de Lasers Ultra-rápidos do IFIMUP-IN, tornou-se recentemente o primeiro investigador português a ser eleito para a Comissão de Representantes dos Utilizadores do Consórcio Laserlab-Europe, iniciativa que reúne 33 instituições de referência na investigação interdisciplinar apoiada em lasers.

Segundo Hélder Crespo, “os lasers são ferramentas muito importantes nas tecnologias atuais, ciências médicas e investigação”. Nesse sentido, “o campo dos lasers avançados tem permitido progressos importantes em novas tecnologias e aplicações em muitas áreas da sociedade moderna, contribuindo assim substancialmente para o crescimento económico. Os lasers e a fotónica, uma das únicas cinco ‘key enabling technologies‘ identificadas pela União Europeia, são não só essenciais para o futuro científico, mas também para a segurança sócio-económica de qualquer país”, descreve o investigador.

Entre o trabalho que tem sido desenvolvido pelo grupo de Lasers Ultra-rápidos do IFIMUP-IN em tecnologias laser avançadas e aplicações, destaca-se “a tecnologia de dispersion-scan (d-scan), criada em parceria com colegas da Universidade de Lund, na Suécia, a qual nos permitiu obter os impulsos luminosos mais curtos alguma vez produzidos e medidos com métodos ópticos, cujas durações são da ordem dos 3 femtosegundos (1 femtosegundo = 0,000 000 000 000 001 segundos)”.

Esta tecnologia de laser ultrarrápida, em cujo desenvolvimento esteve envolvida Rosa María Muñiz, também da FCUP, venceu a edição 2013 do iUP25k – Concurso de Ideias e Negócios da U.Porto e esteve na origem da Sphere Ultrafast Photonics, uma spin-off liderada por investigadores da FCUP, distinguida recentemente com o galardão de “Most Promising Technology” atribuído pela Portugal Startups no âmbito dos UP Awards 2015.

O Consórcio Laserlab-Europe reúne 33 instituições de referência na investigação interdisciplinar apoiada em lasers, de 21 países diferentes. Os membros oferecem acesso gratuito a infraestruturas chave na Europa, com características que estão na linha da frente da tecnologia laser mundial, incluindo dois Lasers de Eletrões Livres (FELs). Isto permite a cientistas da Academia e também da Indústria o desenvolvimento de investigação de ponta para o avanço do conhecimento numa vasta gama de domínios científicos, servindo portanto uma comunidade interdisciplinar muito vasta. Já em dezembro, o Consórcio Laserlab entrounuma nova fase de colaboração de mais quatro anos (2015-2019), para a qual conseguiu garantir já um apoio de 10 milhões de euros no âmbito de um concurso muito competitivo do Horizonte 2020.

A Comissão de Representantes dos Utilizadores do Laserlab-Europe é composta por investigadores que são utilizadores frequentes das infraestruturas do consórcio, sendo assim conhecedores quer das necessidades científicas dos utilizadores, quer das oportunidades e condições oferecidas pelas infraestruturas. Nesta capacidade, atuam ativamente como interface entre a comunidade de utilizadores e o Laserlab-Europe. Os Representantes dos Utilizadores têm lugar permanente em Comissões chave do Laserlab-Europe, em particular na Comissão de Acesso, Comissão de Networking e Assembleia Geral.