Primeiro “Game Jam” num museu português acontece no Porto

Os participantes vão desenvolver o jogo, durante 32 horas, no Museu Nacional Soares dos Reis. (Foto: DR)

Nos próximos dias 22 e 23 de julho, o Porto Graphics, grupo de estudantes de computação gráfica da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), em parceria com o UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da U.Porto, organiza o primeiro Game Jam a acontecer num museu português. A competição vai decorrer no MNSR – Museu Nacional de Soares do Reis e conta já com a participação de 60 concorrentes.

Ao longo de 32 horas, as 12 equipas terão de criar um jogo inspirado na exposição “A Cidade Global – Lisboa no Renascimento”, que se encontra presentemente no MNSR. Os participantes terão oportunidade de desenvolver o jogo no espaço do Museu (mesmo durante a noite), em contacto e acesso privilegiado a peças, mapas e obras da exposição.

“Desta vez superamos todas as expectativas. O evento foi recebido com um entusiasmo incrível e todas as vagas foram preenchidas no espaço de uma semana após a abertura das inscrições. Os nossos Game Jam têm vindo a ganhar destaque nas comunidades de criação de vídeojogos, programadores e artistas, por juntarem pessoas com interesses e áreas de trabalho diferentes”, afirma Henrique Pinto, da Porto Graphics.

Os premiados do Game Jam no Museu terão acesso a uma semana de mentoria com es­pecialistas, com o intuito de catapultar os jogos criados no evento a um nível comercial.  O melhor jogo terá acesso direto a pré-incubação no UPTEC e um prémio monetário atribuído pela .Tech Domains.

No dia 24 de julho, pelas 15h00, o MNSR abre portas para a sessão de apresentação dos jogos criados, momento em que o júri vai selecionar o melhor jogo e o público vai poder experimentar os jogos, conhecer os criadores e visitar a exposição