Prémios Incentivo’18: Gonçalo Santos

Foi ainda no 12.º ano que Gonçalo Santos teve a sua primeira experiência universitária, num projeto da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). “Foi uma experiência que me marcou muito pela positiva e que pôs o ponto final, não só na escolha da Universidade, mas também na escolha do curso”, recorda. Um ano depois, Gonçalo concluía o primeiro ano do Mestrado Integrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores com uma média final de 19,77 valores , a mais alta entre os estudantes premiados com o Prémio Incentivo da U.Porto 2018.

– O que te levou a escolher a U.Porto?

Para além de sempre ter ouvido boas referências à U.Porto e de ter visto as diferentes áreas em que inova, viver em Gaia foi um fator muito importante. Ainda enquanto estudante do 12.º ano, participei num projeto em parceria com a FEUP. Esse e outros projetos são a prova de que a U.Porto se interessa em cativar possíveis estudantes, mostrando, de uma maneira muito aliciante, algumas aplicações que um certo percurso curricular pode ter. Foi uma experiência que me marcou muito pela positiva e que pôs o ponto final, não só na escolha da Universidade, mas também na escolha do curso.

– O que gostaste mais e menos neste primeiro ano na Universidade?

Acho que é muito importante referir a disponibilidade de todos os professores que tive, uma vez que isso torna tudo muito menos assustador. Essa relação aluno-professor mostra claramente que eles estão lá para nos ajudar e apoiar, tanto nas dúvidas que tivermos como nos projetos em que participemos. Acho que, de maneira geral, não há muito para dizer de mal, tendo em conta que o que me chateou mais no primeiro ano foi o tempo de viagem em transportes públicos até à faculdade, algo que nem sequer depende diretamente da instituição.

– Uma ideia para melhorar a U.Porto?

Apesar de já me ter habituado, acho que o SIGARRA poderia ser mais intuitivo em alguns aspetos.

– Um desejo para a Universidade do Porto, no seu aniversário?

Que continue a ser a Universidade que nos enche o peito de orgulho sempre que ouvimos falar nas notícias da nova tecnologia desenvolvida ou avanço científico descoberto!

– Qual a importância do Prémio Incentivo para o teu futuro?

Para além do valor do prémio em si, acho que é muito importante valorizarem e reconhecerem o nosso trabalho, uma vez que é um fator motivacional muito grande para os estudantes. É ainda mais um aspeto em que a U.Porto está de parabéns!