Prémios Incentivo’18: Ana Leal

Ana Filipa Leal tem crescido como estudante e artista na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP), onde ingressou no ano letivo 2016/2017. Ali, encontrou “liberdade para executar ideias, aplicar conhecimentos e demonstrar criatividade”. Os resultados não tardaram. Com uma média final de de 16,025 valores no primeiro ano de Design de Comunicação, garantiu um lugar entre os vencedores do edição de 2018 do Prémio Incentivo da U.Porto. Essa não foi, contudo, a grande conquista do seu ainda curto percurso no ensino superior. “O que mais gostei durante este primeiro ano foi de sentir uma certa afirmação pessoal crescente ao longo de cada etapa”, confessa.

– O que te levou a escolher a U.Porto?

Para ser sincera, penso que não me candidatar à U.Porto nunca esteve em questão. Sempre se assumiu como uma escolha natural e algo evidente para mim, uma vez que fazia intenção de continuar a estudar cá.

– O que gostaste mais e menos neste primeiro ano na Universidade?

Penso que o que mais gostei durante este primeiro ano foi de sentir uma certa afirmação pessoal crescente ao longo de cada etapa. Há sem dúvida mais liberdade para executar ideias, aplicar conhecimentos, demonstrar criatividade… Tudo isto acaba por resultar tanto numa autonomia como responsabilidade fortificadas do estudante, que a bem ou a mal o vão encaminhando para o futuro. Em contrapartida, o aspecto que menos gostei foi a relação desconexa que existe entre as próprias faculdades da Universidade: a projecção das actividades que ocorrem acaba por se manifestar ao nível da faculdade em si e não da Universidade na sua totalidade.

– Uma ideia para melhorar a U.Porto?

A meu ver, há uma necessidade de reavaliar as infraestruturas da Universidade e investir na sua recuperação ou aperfeiçoamento. Esta preocupação também se verifica a respeito da equipa de colaboradores da U.Porto, que tendo ainda uma margem para tal, devem potencializar o seu desempenho de forma a assistir a restante comunidade académica, nomeadamente os estudantes.

– Um desejo para a Universidade do Porto, no seu aniversário? 

Além do esperado voto de um feliz aniversário, não posso deixar de desejar que continue a ser a faculdade de eleição para as futuras gerações, tal como foi para mim.

– Qual a importância do Prémio Incentivo para o teu futuro?

Acabo por interpretar este prémio como uma grande recompensa de todo o esforço aplicado até agora no meu percurso académico, sentindo que ao mesmo tempo funciona como uma motivação para dar-lhe continuidade e fomentá-lo.