Portugal já é membro do European Scientific Diving Panel

Durante a reunião foi referido o trabalho desenvolvido por Portugal e o seu alinhamento com os standards europeus a nível de mergulho científico.

Durante a reunião foi referido o trabalho desenvolvido em Portugal e o seu alinhamento com os standards europeus a nível de mergulho científico.

Foi na mais recente reunião do European Scientific Diving Panel (ESDP), que teve lugar em Estugarda, Alemanha, que Portugal foi reconhecido como membro de pleno direito desse painel, integrado desde 2009 no European Marine Board.

A inclusão de Portugal num painel que já reúne diversos países europeus, resulta de um esforço conjunto de cientistas e mergulhadores científicos portugueses provenientes de diversos centros de investigação, entre os quais se encontram os investigadores Alexandra Nunes e, mais recentemente, João Franco, do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto (CIIMAR). O culminar deste longo processo de adesão foi liderado pela Comissão Científica da Federação Portuguesa de Atividades Subaquáticas (FPAS), na pessoa do seu Diretor Técnico, Pedro Neves. Esta Comissão Científica, integrada também pelo investigador João Franco, pretende estruturar, organizar e englobar todas as vertentes do mergulho científico nacional, fomentando a ciência subaquática de excelência.

A par da referida reunião do ESDP, decorreu também em Estugarda a primeira edição da Conferência Europeia de Mergulho Científico (ECSD), na qual o investigador João Franco (CIIMAR), apresentou o seu trabalho no âmbito da macroecologia de kelps na costa Portuguesa, demonstrando como o mergulho científico é uma componente essencial e uma mais-valia na atividade científica e na investigação desenvolvida no CIIMAR.

Esta primeira edição acolheu cerca de meia centena de investigadores e mergulhadores científicos provenientes de 12 países europeus, que apresentaram trabalhos feitos nos mais diferentes campos de investigação (ecologia, arqueologia, biotecnologia, robótica, etc.), recorrendo ao mergulho científico como ferramenta de trabalho. A próxima edição da conferência está agendada para maio de 2016 em Kristineberg – Suécia.