Porto Business School é a escola com melhores parcerias internacionais

Porto Business School

A Porto Business School surge no top 70 mundial e no top 35 Europeu entre cerca de 14 ml escolas de todo o mundo-

O ranking 2015 da Formação de Executivos divulgado pelo Financial Times (FT) considerou a Porto Business School como a escola portuguesa com melhores parcerias internacionais, atribuindo-lhe a 12.ª posição do mundo e a 1.ª posição nacional no critério “Escolas Parceiras”. Também o “Follow up” – categoria em que é avaliado o acompanhamento e a implementação dos conhecimentos adquiridos no regresso ao local de trabalho – é um dos indicadores em que a escola de negócios da Universidade do Porto se destaca, tendo alcançado a 36.ª posição, a nível mundial, e a 1.ª posição ao nível nacional.

Presente no ranking do FT da Formação de Executivos desde 2011, a Porto Business School classificou-se na 70.ª posição mundial na categoria Programas Custom e na 73.ª posição relativamente aos Programas de Inscrição Aberta. A nível europeu, a escola alcançou a 32.ª e 33.ª posição em programas customizados e programas abertos, respectivamente.

Para Ramon O’Callaghan, dean da Porto Business School, este é, mais uma vez, o reconhecimento do nível de excelência desta escola. “Os últimos anos têm sido anos de crescimento. Em 2014, a Porto Business School alcançou os melhores resultados de sempre, quer em número de alunos, quer em número de programas e volume de negócios.

Ainda segundo o novo dean da Porto Business School, “as parcerias estratégicas com escolas internacionais de referência, como é o caso da Fundação Dom Cabral, no Brasil ou o Instituto de Empresa, em Espanha – aliadas à nossa vasta experiência na área da gestão e à forte ligação ao universo empresarial têm-nos permitido desenvolver programas e metodologias inovadoras, trazendo cada vez mais valor acrescentado às empresas. Num universo de cerca de 14 mil escolas de negócios no mundo estar no top 70 mundial e no top 35 europeu é um reconhecimento que nos deixa orgulhosos”.