Sara Torres

Entre a sala de operações e os pavilhões, é difícil pedir a Sara Torres que escolha o que mais gosta de fazer. Afinal é nos dois que se cumprem as ambições desta médica recém-formada pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) e uma das principais figuras da equipa de Andebol feminino da Universidade do Porto, que vem dominando o panorama da modalidade a nível universitário há mais de meia década.

Sara entrou no ICBAS em 2006, tendo, desde então, conciliado o percurso académico com a vida de desportista. Membro da equipa de Andebol feminino da U.Porto desde o primeiro ano, compete atualmente na 1ª Divisão do Campeonato Nacional Português de Andebol feminino, pelo Colégio de Gaia. Foi neste clube que descobriu a paixão pela modalidade  aos 5 anos, tendo regressado este ano ” a casa” após  ter representado o Maiastars nas épocas 2011/2012 e 2012/2013, também na primeira divisão nacional.

Com um palmarés desportivo universitário recheado, Sara Torres soma quatro títulos de campeã nacional e duas participações nos Campeonatos Europeus Universitários de 2009 (Eslovénia) e 2010 (Chipre) em representação da U.Porto. Neste último, ajudou a Universidade a conquistar a medalha de bronze, a  melhor classificação da instituição nível internacional e a vitória que recorda com mais emoção. Em 2014, capitaneou a seleção da U.Porto até ao 2º lugar no Campeonato Nacional Universitário.

Naturalidade?

Vila Nova de Gaia.

Idade?

26 anos.

De que mais gosta na Universidade do Porto?

Gosto da entreajuda e união das pessoas, independentemente da faculdade a que pertencem. Gosto da credibilidade da instituição, uma vez que lá fora é bastante valorizada quer em projetos desportivos, académicos (pela quantidade de estudantes estrangeiros que todos os anos escolhem a U.Porto para concluir uma etapa dos seus percursos académicos) e projetos de investigação. Penso que a Mostra da U.Porto também reflete todo o trabalho desenvolvido por cada faculdade ao longo do ano e é uma mais-valia.

De que menos gosta na Universidade do Porto?

Não gosto da burocracia, dos tempos infinitos que passava na secretaria da faculdade, e também da pouca informação existente quer a nível de projetos de investigação, estágios e bolsas para o estrangeiro ou mesmo cá em Portugal.

Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Penso que deveria haver uma maior informatização dos processos (e ultimamente penso que este ponto já está melhor que há uns anos atrás) e que deveria haver uma melhor informação (através de posters, panfletos, cartazes, etc) sobre as muitas atividades que a U.Porto dispõe e “oferece” aos seus estudantes, que para uma grande parte é desconhecida.

Como prefere passar os tempos livres?

Prefiro passar os meus tempos livres com a família e a brincar com os meus animais de estimação ou a divertir-me com os amigos.

Um livro preferido?

“O Diário de Anne Frank”.

Um disco/músico preferido?

U2.

Um prato preferido?

Massa.

Um filme preferido?

“O Rei Leão”.

Uma viagem de sonho?

México.

Um objetivo de vida?

O da maioria das pessoas: ter uma boa vida pessoal, com família e estável, e ser também uma boa profissional.

Uma inspiração?

Os meus avós!

Um desejo para a modalidade de Andebol no Desporto Universitário?

Desejo que o andebol no desporto universitário ganhe mais destaque pelo fantástico desporto que é! Que existam mais equipas, mais atletas e maior competitividade pois só assim o andebol sairá a ganhar.