Rita Azeredo

Rita Azeredo (Pessoa)

Rita Azeredo

Quando, no próximo mês de maio, subir ao palco da final mundial dos AllTech Young Scientist Awards, em Lexington, no Kentucky (EUA), Rita Azeredo estará apenas a 950 quilómetros de cumprir o seu “Fairytale of New York”. Não fosse a música dos The Pogues imprescindível na playlist desta estudante de doutoramento da Universidade do Porto, com lugar reservado entre os oito investigadores de todo o mundo que vão disputar os 10.000 dólares do prémio final da competição promovida pela empresa líder global da indústria de nutrição e saúde animal.

Natural de Moreira da Maia, Rita Azeredo é licenciada em Ciências do Meio Aquático pelo ICBAS (2010) e mestre em Nutrição Marinha pela Universitetet i Bergen (UiB, Noruega). Atualmente encontra-se a realizar o seu doutoramento em Biologia pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), e a desenvolver o seu projeto de investigação no Centro Indisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto (CIIMAR – laboratório NUTRIMU), onde estagiou em 2008.

Para chegar à final dos AllTech Young Scientist Awards , Rita teve que primeiro convencer o júri da edição regional (Europa/África/Rússia) da competição (categoria estudantes graduados) com  “A resposta inflamatória do robalo (Dicentrarchus labrax) é regulada de forma diferente pelo triptofano ou pela metionina”, estudo em que procurou verificar o potencial efeito imunomodulador da metionina e do triptofano na resposta imunitária do robalo. A vitória nesta fase intermédia da competição garantiu-lhe desde já um valor monetário de 2000 euros e um ipad.

– De que mais gosta na Universidade do Porto?

Da qualidade do ensino, do ambiente académico e internacional, da familiaridade fácil.

 – De que menos gosta na Universidade do Porto?

O facto de existirem variados polos. Não facilita a comunicação entre diferentes áreas.

– Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Desenvolver meios de comunicação entre os estudantes e as entidades empregadoras.

Como prefere passar os tempos livres?

A ler, a passear de moto e a estar com a minha família.

Um livro preferido?

Gosto de diferentes géneros. Jane Austen, Cathy Kelly, Júlio Dinis. Mas um clássico que adoro é “O velho e o mar” de Ernest Hemingway.

Um disco/músico preferido?

Gosto de vários tipos de música – Desde Fado a Rock, Country e Irish Funk. Uma das minhas bandas favoritas é The Pogues.

Um prato preferido?

Açorda de marisco

Um filme preferido?

“Love Actually”.

Uma viagem de sonho (realizada ou por realizar)?

Viajar de moto pela Itália – a realizar.

Um objetivo de vida?

Garantir um trabalho acima de tudo útil e motivante e ter ao mesmo tempo uma vida pessoal plena e saudável.

–  Uma inspiração?

A minha mãe que é a personificação da perseverança, força e da entrega pelos outros.

–  O projeto da sua vida…

Não tenho um projeto definido para a minha vida. Tenho ambições pelas quais vou lutando. Acho que projetos falham e tento o mais possível viver o dia a dia e agarrar oportunidades.

Uma ideia para promover a investigação da Universidade do Porto além-fronteiras

Premiar trabalhos de investigação através de concursos a nível universitário, levando os vencedores a congressos internacionais.