Paulo Santos

Aos 22 anos, Paulo Santos está entre o top 5 de melhores patinadores artísticos do Mundo.

Aos oito anos, Paulo Santos, descobriu nos ringues de patinagem a sua vocação e , aos 22 anos, é um dos melhores patinadores artísticos do Mundo. Atual treinador e atleta da Académica de Gondomar, conquistou ao longo da sua carreira 13 medalhas de ouro, quatro de prata e cinco medalhas de bronze a título individual, a nível regional, nacional e internacional. Em 2010 dedicou-se à modalidade Solo Dance e foi aí que se destacou mundialmente vendo, este ano, o resultado de todo o seu trabalho ao conquistar a medalha de bronze no Campeonato do Mundo Juniores e Seniores de Patinagem Artística, na Nova Zelândia.

Entre as intensivas horas de treino, o jovem de Leça da Palmeira frequenta o curso de Medicina Veterinária no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) e um dos objetivos de vida passa por conseguir conciliar ambas as vertentes, desporto e trabalho.

– De que mais gosta na Universidade do Porto?

O companheirismo entre todos os intervenientes da U.Porto (alunos, professores, auxiliares, etc.)

De que menos gosta na Universidade do Porto?

A distância entre os vários polos da Universidade.

– Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Gosto da Universidade como ela está neste momento.

– Como prefere passar os tempos livres?

Estar com os amigos, ouvir música, sair à noite.

– Um livro preferido?

“Aproveitem a vida”, de António Feio

– Um disco/músico preferido?

Não tenho um em particular, gosto de todo o tipo de música.

– Um prato preferido?

Francesinha e Pizza Carbonara. 8

– Um filme preferido?

The Dark Knight.

Uma viagem de sonho?

Tóquio, Japão.

Um objetivo de vida?

Conseguir conciliar o meu trabalho com o desporto.

Uma inspiração?

Os meus pais.

Um título de sonho?

Gostava de ser Campeão do mundo de Solo Dance.

Um desejo para a modalidade?

Que o Solo Dance seja modalidade olímpica.