Micaela Oliveira

Para a primeira PESSOA do “novo” noticias.up.pt, a receita do sucesso serve-se de forma simples: “é ter sempre os olhos postos no futuro, saber o que se quer da vida”, diz. A receita parece assentar-lhe como uma luva. Aos 17 anos, Micaela Oliveira é a estudante com melhor média de entrada na U.Porto na 1ª fase do Concurso de Acesso ao Ensino Superior 2012/2013.

Natural da Póvoa de Varzim, onde sempre viveu e estudou, Micaela chega ao Porto com uma média redonda de 200.0 pontos, que lhe abriu as portas da Licenciatura em Economia da Faculdade de Economia da U.Porto (FEP), única instituição à qual se candidatou. Uma escolha justificada pela “reputação e qualidade do ensino” da Universidade, mas também pelas “excelentes referências” deixadas pela irmã, Sandra Oliveira, também ela estudante – no 3º ano de Economia – da FEP.

Mas afinal, o que distingue uma aluna “nota 20” do comum dos estudantes? “Não me privo de nada. Faço uma vida completamente normal!”, atira Micaela Oliveira. Nos próximos anos, poderá testá-lo durante a estadia na maior universidade portuguesa. Longe dos números, viajar, praticar desporto e ler são algumas das paixões que promete partilhar com a Matemática, a Economia e o Português.

Micaela Oliveira obteve a melhor média de entrada na U.Porto na 1ª fase do Concurso de Acesso ao Ensino Superior 2012/2013.

Naturalidade?

Póvoa de Varzim.

Idade?

17 anos.

 – O que a atraiu na Universidade do Porto?

O prestígio, a qualidade do ensino, o facto de ser reconhecida a nível nacional e internacional como uma das melhores (se não mesmo a melhor) do País.

 Qual a primeira impressão da Universidade do Porto?

Fui apenas inscrever-me na FEP, da qual tive uma boa impressão, uma vez que tudo me foi explicado atenciosa e cuidadosamente. O calendário de receção aos novos estudantes de Licenciatura agradou-me, na medida em que é bastante variado e propicia uma boa integração dos mesmos.

– Quais as expectativas para os anos de formação que a esperam  na Universidade do Porto?

Estou certa de que o ensino de excelência da FEP e, em particular, do curso de Economia, me permitirá adquirir uma formação que me prepare adequadamente para ingressar no mercado de trabalho com sucesso.

– Como prefere passar os tempos livres?

Tal como a maioria dos jovens, gosto de conviver com a minha família e amigos, de praticar atividade física, de ir ao cinema, ver televisão, ler, entre outras formas de lazer.

– Um livro preferido?

“Os Maias”.

– Um disco/músico preferido?

Maroon 5.

– Um prato preferido?

Arroz de tamboril.

– Um filme preferido?

“The Hunger Games – Os Jogos da Fome”.

– Uma viagem de sonho (realizada ou por realizar)?

Gostaria de ir ao Egito (tenho um fascínio pela cultura da civilização egípcia desde os seus primórdios).

– Um objetivo de vida?

Acima de tudo, como é óbvio, desejo ser feliz e sentir-me realizada (o que inclui a carreira profissional, à qual tenciono dedicar-me com o mesmo empenho com que me envolvo em tudo o que faço.

– Uma inspiração? (pessoa, livro, situação…)

A proximidade que tenho com a minha família inspira-me no que toca à vida que pretendo ter no futuro. Quanto aos estudos, sigo com admiração o percurso académico da minha irmã, Sandra Lacerda Graça Oliveira, a frequentar o 3.º ano da Licenciatura em Economia da FEP, que me apoia diariamente e que constitui um exemplo para mim e para os estudantes que melhor a conhecem.

– Um conselho aos novos estudantes da Universidade do Porto…

Não me permito dar conselhos, mas entendo que a oportunidade de frequentar uma instituição de renome como a U.PORTO deve, não só constituir motivo de orgulho, como, por outro lado, servir de incentivo aos novos estudantes para trabalharem com afinco no sentido de garantirem o seu futuro profissional.