Marcos Bessa

Marcos Bessa (Pessoa)Marcos Bessa tem apenas 24 anos e, em 2010, lançou-se à aventura para a Dinamarca. Para trás deixou a família, os amigos e o Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação daquela que, durante três anos, foi a sua “segunda casa”:  a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). Tudo para realizar um sonho de vida: trabalhar como designer na empresa LEGO.

Autor de conjuntos do Stars WarsBatman e, mais recentemente, da primeira “aparição” dos Simpsons no universo Lego, Marcos intitula-se “sonhador de pés no chão” e, também por isso, faz questão de desenvolver projetos de autoria própria. Exemplo disso é o nam’it, um projeto que apoia causas sociais com a criatividade. Marcos desenha peças de design (t-shirts, pulseiras, canecas…) que são colocadas à venda online e todas as receitas conseguidas revertem para a Fundação Make-a-Wish Portugal.

O antigo estudante da FEUP acredita ainda que se acreditarmos no impossível, já temos meio caminho percorrido em direção ao sucesso.

– Idade?

24 anos (25-03-1989)

– Naturalidade?

Vilela, Paredes

– De que mais gosta na Universidade do Porto?

O facto de ser no Porto. 🙂

 – De que menos gosta na Universidade do Porto?

Não me consigo lembrar de nada.

 – Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Criação de meios para publicar, divulgar e promover obras (literárias, musicais, etc.) dos membros da sua comunidade.

 – Como prefere passar os tempos livres?

A alimentar a minha criatividade com filmes, séries ou bons momentos entre amigos. Ou então a usá-la.

 – Um livro preferido?

“Ensaio Sobre a Cegueira”, de José Saramago.

 – Um músico / disco preferido?

Tudo o que Sara Bareilles faz.

 – Um prato preferido?

Bacalhau com natas. Faz-me tanta falta o bacalhau salgado aqui na Dinamarca…

 – Um filme preferido?

“Heartless”, de Philip Ridley

 – Uma viagem de sonho (realizada ou por realizar)?

Bora Bora, por realizar.

 – Um objetivo de vida?

Ser feliz.

 – Uma inspiração?

Música…

 – Uma mensagem que gostasse de enviar à comunidade U.Porto?

Acreditar no impossível, é meio caminho para nos superarmos!

 – Qual a construção de LEGO de sonho?

Cada uma que tenho concretizado tem sido um sonho tornado realidade.

  • Marisa Silva

    Grande Marcos! Um exemplo para os nossos jovens. Continua a superar-te e a mostrar que querer é poder! Marisa