Francisco Couto

Com apenas 17 anos, Francisco Pereira Montenegro do Couto obteve a melhor média de entrada entre os mais de 4 mil estudantes que entraram na Universidade do Porto na 1ª fase do Concurso de Acesso ao Ensino Superior 2013/2014. A “jogar em casa”, o estudante natural do Porto candidatou-se com uma média de 197.5 valores no ensino secundário à Licenciatura em Economia da Faculdade de Economia (FEP),a escola que regista as médias de acesso mais altas do país.

Confirmada a entrada na faculdade onde os pais se formara, o antigo aluno do Colégio Luso Internacional do Porto (CLIP) espera encontrar “um ambiente de ensino muito motivador e também de grande exigência”. De resto, “os aspetos mais importantes na minha escolha foram, definitivamente, a qualidade, prestigio e tradição da Faculdade de Economia. Outro aspeto importante foi o nível de exigência que a FEP tem vindo a demonstrar ao longo dos anos. Por fim, o facto de ambos os meus pais terem sido alunos desta instituição facilitou a minha escolha”, acrescenta.

Francisco Couto sucede a outra estudante de Economia da FEP  na qualidade de estudante com melhor média de entrada na U.Porto. Em 2012, o feito coube a Micaela Oliveira, então com uma média de 200.0.

– O que o atraiu na Universidade do Porto?

A excelência do curso da FEP, com docentes excelentes e com a sua exigência altíssima.

– Qual a primeira impressão da Universidade do Porto?

Trata-se de uma grande instituição de ensino, com excelentes credenciais na area da economia, engenharia, medicina (entre outras áreas).

– Quais as expectativas para os anos de formação que o esperam  na Universidade do Porto?

Espero encontrar um ambiente de ensino muito motivador e também de grande exigência. Vai ser uma transição dificil desde o CLIP para a FEP, mas tenho a certeza que me vou conseguir adaptar.

– Como prefere passar os tempos livres?

Com amigos ou a jogar/ver basquetebol. Também aprecio ver um bom filme no sofá quando estou mais cansado.

– Um livro preferido?

O “Arquipélago Gulag”, de Aleksandr Solzhenitsyn.

– Um disco/músico preferido?

A Tribe Called Quest.

– Um prato preferido?

Panados com arroz de tomate.

– Um filme preferido?

“Pulp Fiction”, de Quentin Tarantino.

– Uma viagem de sonho (realizada ou por realizar)?

Inter Rail pela Europa, ainda por realizar.

– Um objetivo de vida?

Contribuir de forma positiva para a sociedade Portuguesa e para o mundo em geral.

– Uma inspiração? (pessoa, livro, situação?)

Malcom X.

– Um conselho aos novos estudantes da Universidade do Porto?

Temos todos de ser esforçados e trabalhadores, e aproveitar esta oportunidade de estudar numa Universidade de excelência.

  • Graça Gandra

    Parabéns ao Francisco Couto.
    O mérito é muito mais dos alunos do que das escolas.
    Não podemos esquecer que o Francisco frequentou uma escola privada e elitista como o CLIP, no Porto, e a Micaela (que o ano passado entrou com 200,0 pontos,frequentou uma escola pública, como o antigo liceu da Póvoa de Varzim, agora, Escola Secundária de Eça de Queirós.
    Considero as duas escolas muito boas, mas o mérito dos seus alunos é o bem mais precioso de cada uma.

  • Renatyta

    Muitos parabéns! Fico sempre feliz em ver jovens interessados em estudar mesmo com todas as “desilusões” dos dias de hoje. É realmente uma oportunidade de ouro estudar na UP, mas nem todos a aproveitam como deveriam.