Carolina Cassoni

Carolina Cassoni (Pessoa)Tal como o “Rei Leão”, filme que ainda hoje a inspira, também Carolina Cassoni nasceu para grandes feitos. Aos 23 anos, esta estudante de mestrado da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) prepara-se para viver um deles no próximo mês de junho, quando for representar  Portugal na XIII Edição do Programa de Jovens Líderes Ibero-Americanos, evento que vai juntar estudantes de excelência selecionados entre centenas de universidades públicas e privadas do espaço iberoamericano.

Foi a paixão pela natureza, mas também a “ambição de fazer parte da Universidade do Porto” que, em 2009, levou Carolina a ingressar na licenciatura em Biologia da FCUP. Quatro anos depois, já com o diploma na mãoe e dois estágios no currículo (um no CIIMAR e outro no CIBIO9, entrou no Mestrado em Ecologia, Ambiente e Território, que frequenta atualmente.

Durante o seu percurso, esteve sempre ligada à atividade associativa, começando como vogal nos departamentos Científico, Cultural e de Voluntariado da Associação de Estudantes da FCUP (AEFCUP), onde assume o cargo de Tesoureira há dois anos. No departamento de Voluntariado teve a oportunidade de ser coordenadora do projeto “AEFCUP no Porto”, com a colaboração do CASA. No presente ano lectivo integra ainda o Conselho de Representantes e o Conselho Pedagógico da mesma instituição. Fez ainda parte do Júri do Prémio Cidadania Ativa da U.Porto.

Naturalidade

São João da Madeira.

Idade

23 anos.

– De que mais gosta na Universidade do Porto?

Sendo uma instituição centenária com um prestígio inegável, sempre tive a ambição de fazer parte da Universidade do Porto. A qualidade e exigência pedagógica e a grande envolvência dos estudantes na dinâmica da Universidade são os aspetos de que mais gosto.

– De que menos gosta na Universidade do Porto?

Da dispersão geográfica entre os polos universitários.

– Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Ações que promovam uma maior interação e cooperação entre Unidades Orgânicas, centros de investigação e empresas.

– Como prefere passar os tempos livres?

Gosto de passear, conhecer novos lugares e ter novas experiências, sempre bem acompanhada com família e amigos.

– Um livro preferido?

“As Intermitências da Morte” de José Saramago.

– Um músico/disco preferido?

Tim Maia.

– Um prato preferido?

Sendo fã de comida, é difícil escolher apenas um prato. Porém, sem dúvida que vou sempre preferir a comida da minha Mãe.

– Um filme preferido?

“O Rei Leão”.

– Uma viagem de sonho (realizada ou por realizar)?

Interrail pela Europa (por realizar).

– Um objetivo de vida?

Nunca cair no comodismo e rotina.
Ser feliz e fazer os outros felizes.

– Uma inspiração?

A natureza.