Bruno Almeida

bruno_almeida_pessoaNatural de Angola, Bruno Almeida veio para Portugal com 5 anos, na “ressaca” do 25 de Abril. O destino foi Lisboa, mas foi a norte que encontrou o rumo.  Hoje, com 44 anos, exerce funções de diretor do Centro de Desporto da Universidade do Porto (CDUP-UP) e é membro da Comissão Executiva do ENAS (Rede Europeia de Serviços Desportivos Académicos). Mas, sobretudo, é um apaixonado pelo desporto.

Enquanto atleta, é com orgulho que fala do seu percurso como ginasta no Sporting Clube de Portugal, pelo qual participou em várias competições nacionais e internacionais. Esta paixão encaminhou-o para a antiga Faculdade de Ciências de Desporto e Educação Física – atual Faculdade de Desporto – da Universidade do Porto, onde completou a licenciatura em Ciências do Desporto e Educação Física e o mestrado em Gestão de Desporto.

Enquanto estudante, foi Presidente da Associação de Estudantes da então FCDEF e membro fundador da Tuna Musicatta Contractille da faculdade. Após um hiato de alguns anos, em que se manteve sempre ligado ao desporto universitário, acabaria por voltar a “casa” em 2004, para assumir a liderança do Gabinete de Atividades Desportivas da U.Porto, organismo extinto em 2013 para dar lugar ao atual Centro de Desporto da U.Porto (CDUP-UP).

Bruno Almeida é diretor do Centro de Desporto da Universidade do Porto desde 2013.

Bruno Almeida é diretor do Centro de Desporto da Universidade do Porto desde 2013.

Já em 2016, o CDUP-UP e a U.Porto viram reconhecida esta aposta com a conquista do “título” de 3.ª melhor universidade da Europa –  entre 350 instituições de ensino superior – no ranking da Associação Europeia de Desporto Universitário. Um resultado que orgulha Bruno Almeida, ou não fosse “o reconhecimento da dedicação de um número enorme de pessoas que diariamente trabalham e se empenham para que a U.Porto esteja sempre a disputar os lugares de topo do Desporto Universitário Nacional e Internacional”.

Idade?

44 anos.

– De que mais gosta na Universidade do Porto?

Da diversidade e do orgulho de pertença.

– De que menos gosta na Universidade do Porto?

O facto de estarmos distribuídos por toda a cidade leva a alguma falta de comunicação entre os vários membros da comunidade, que não fazem a mínima ideia da enorme qualidade que existe na U.Porto em todas as áreas.

– Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Criar condições para que toda a comunidade seja Ativa e não tenha “desculpa” para não fazer desporto. Estamos a tratar disso!

– Como prefere passar os tempos livres?

Estar com os amigos/família e praticar mergulho.

– Um livro preferido?

“Papillon”, de Henri Charrière.

 – Um disco/músico preferido?

A música sempre fez parte da minha vida e oiço todos os géneros musicais, apesar de não ter nenhum disco ou música de referência gosto particularmente de música portuguesa e brasileira.

A nível internacional destaco os The Cult, Simple Minds ou U2.

– Um prato preferido?

Como de tudo, mas perco-me com alguns pratos ligeiros tipo … Cozido à Portuguesa, Cachupa ou mesmo uma bela Posta à mirandesa.

– Um filme preferido? 

Dois que me marcaram particularmente: “O nome da Rosa” e “À Procura da Felicidade”.

– Uma viagem de sonho (realizada ou por realizar)? 

Todas as que ainda não realizei.

– Um objetivo de vida?

Ser feliz, já chega.

– Uma inspiração? (pessoa, livro, situação…)

João Paulo II, Tenzin Gyatso (14º Dalai Lama) e Nelson Mandela e… cada vez mais o Papa Francisco

 – O projeto da sua vida…

Ajudar a recuperar as instalações desportivas da U.Porto para sermos uma referência a nível do Desporto Universitário Mundial.

– Um desejo para o desporto universitário na U.Porto e em Portugal…

Que o Desporto Universitário seja encarado por todos como uma mais-valia para a formação integral dos estudantes e que a U.Porto seja um modelo de excelência a nível dos Serviços desportivos universitários.