Ana Torres

Ana Torres tem um percurso invicto no desporto universitário, coroado com três títulos nacionais individuais desde 2010.

Oriunda de Mirandela, Ana Torres chegou ao Porto em 2010 com o objetivo de ser Médica Dentista. Desde então, divide o tempo entre as meses de ténis de mesa e e os simuladores da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto (FMDUP), onde frequenta o 3º ano. Aos 22 anos, a atual tri-campeã nacional universitária de ténis de mesa é também um dos símbolos do domínio que a U.Porto tem exercido nos últimos anos no  desporto universitário em Portugal.

Dona de um invejável palmarés desportivo, com vários títulos de campeã nacional de Ténis de Mesa individual, pares femininos e pares mistos, esta futura médica dentista já representou a seleção nacional em cadetes, juniores e no ano transato foi à seleção sénior. Também esteve em dois Campeonatos da Europa, em cadete e júnior, e participou nos Jogos da Lusofonia em Macau. No seu clube de sempre, o Clube de Ténis de Mesa de Mirandela, está prestes a disputar a fase final do campeonato na 2ª divisão nacional da modalidade.

Ao nível do desporto universitário, o percurso de Ana Torres é também marcado pelo sucesso. Tri-campeã nacional universitária de Ténis de Mesa em individual (o último título foi conquistado neste mês de maio), pares femininos, pares mistos e equipa, não perde um jogo nas provas nacionais desde 2010, ano em que entrou na FMDUP. Estes títulos deram-lhe a oportunidade de representar a U.Porto e o país num Campeonato Europeu Universitário (2011), na 1ª edição dos Jogos Europeus Universitários (2012) e nos Jogos GalaicoDurienses (2013), “experiências únicas que nunca achei que ainda seriam possíveis viver nesta modalidade e pela Universidade do Porto”, conta. Ainda em 2012, esteve nomeada  na categoria de Atleta feminino da 5ª Gala de Desporto da Federação Académica de Desporto Universitário (FADU).

– De que mais gosta na Universidade do Porto?

A possibilidade que me deu em seguir o curso que sempre desejei.

– De que menos gosta na Universidade do Porto?

O facto de a universidade não se concentrar num só polo.

– Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Tentar fornecer um maior apoio aos alunos, por exemplo monetariamente, visto que muitos colegas abandonam os seus cursos por falta de dinheiro.

– Como prefere passar os tempos livres?

Estar com os meus amigos.

– Um livro preferido?

“PS: I love you”, de Cecelia Ahern.

– Um disco/músico preferido?

Gosto de tudo.

– Um prato preferido?

Bacalhau com natas.

– Um filme preferido?

“Gothika” (2003), de Mathieu Kassovitz.

– Uma viagem de sonho (realizada)?

Macau.

– Um objetivo de vida?

Ser feliz.

– Uma inspiração?

O meu irmão.

– Um desejo para a modalidade?

Que o ténis de mesa em Portugal continue a evoluir, e que reconheçam o valor que temos demonstrado a nível internacional.

  • Maria Irene Barros

    Gostei muito desta notícia, para ter oportunidade de dar os parabéns à Ana Torres. É corajosa, hábil, esperta, pois não é fácil, conciliar o curso e o desporto, a este nível. Continua a dar este prazer a Mirandela e à Universidade do Porto.