Ana Lopes Ribeiro

Apenas com 31 anos, Ana Lopes Ribeiro amealhou em 2012 dois dos mais importantes prémios destinados à investigação científica realizada por jovens investigadores a nível nacional e internacional. Em abril passado, esta investigadora do INEB – Instituto de Engenharia Biomédica da Universidade do Porto recebeu o Prémio Pulido Valente Ciência 2012, um dos mais importantes prémios científicos nacionais, que se junta ao prémio científico Daniel Jouvenance, atribuído no início do ano pelo Institut de France Foundation, em reconhecimento pelo contributo da cientista nas áreas da química, biotecnologia marinha e oceanografia.

Este reconhecimento nacional e internacional justifica-se pela investigação inovadora que Ana Ribeiro tem realizado no INEB, com animais marinhos como o ouriço-do-mar ou a estrela-do-mar, alguns existentes na costa portuguesa. O objetivo passa por utilizar o tecido de colagénio mutável (MTC) existente nestes animais como referência para a regeneração de tecidos, durante a cicatrização, na medicina humana.

Ana Ribeiro nasceu em Braga e é doutorada em Engenharia Biomédica pela Faculdade de Engenharia da U.Porto (FEUP). Atualmente, encontra-se no Brasil a realizar um pós-doutoramento na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

– De que mais gosta na Universidade do Porto?

A existência de ótimas condições para  realizar investigação de excelência. Em todos os institutos e laboratórios que trabalhei tive a oportunidade de contar com o apoio de profissionais de excelência.

– De que menos gosta na Universidade do Porto?

A distância entre as faculdades, como trabalhei em 2 institutos diferentes acabava por perder imenso tempo em deslocações!!!!

– Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Melhorar a interação entre as faculdades e fortalecer a ligação da universidade às empresas.

– Como prefere passar os tempos livres?

Aproveito para estar com a família e com os amigos, contudo como atualmente estou fora de Portugal aproveito mais para viajar. Qualquer tempo livre que tenho aproveito para viajar mas sem nada definido, sempre no espírito da aventura!!!!

– Um livro preferido?

Memorial do Convento de José Saramago pelo momento de vida em que o li.

– Um disco/músico preferido?

É difícil responder a esta pergunta pois tenho vários. Não tenho um gosto preferencial por um estilo de música, a escolha depende bastante do estado de espírito do dia. Adoro ouvir o álbum The Koln Concert de Keith Jarrett, Simple things de Zero 7, XX, Everything all the time de Band of Horses, etc…

– Um prato preferido?  

Impossível eleger um só!!! Gosto bastante de bacalhau com natas e sem dúvida do arroz de frango feito pela minha mãe.

– Um filme preferido?

“Tropa de Elite 2” pois demonstra uma realidade chocante da cidade em que estou a viver atualmente!!!!

– Uma viagem de sonho (realizada ou por realizar)?

Fernando de Noronha (ainda por realizar).

– Um objetivo de vida?

Ser feliz e sentir que os que me rodeiam também o são.

– Uma inspiração? (pessoa, livro, situação…)

Os meus pais.

– Que importância teve para si receber o Prémio Pulido Valente Ciência 2012?

Foi uma surpresa não estava mesmo a contar, mas é ótimo ter um reconhecimento científico e pessoal, pelo esforço e dedicação ao longo dos anos. É uma satisfação pessoal muito grande, este prémio é, sem dúvida, um incentivo para continuar a fazer o que adoro e dar o melhor de mim todos os dias.

  • Maria Irene Barros

    Parabéns pelo teu êxito. Agarra bem o teu talento. Beijinhos