Peritos internacionais debatem no Porto o futuro dos sistemas nacionais de saúde

Os sistemas de saúde e o estado da arte na investigação científica nesta área vão estar em destaque nos três dias deste seminário internacional. (Foto: DR)

As políticas nacionais de saúde, os desafios colocados aos sistemas de prestação de cuidados de saúde e o papel da investigação científica na descoberta de novas soluções de sustentabilidade dos sistemas nacionais de saúde são os temas em destaque na primeira edição do seminário “Health Systems Methods and Current Research“, a ter lugar no Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), de 12 a 14 de junho.

Organizado pelo ISPUP em colaboração com o Copenhagen HIV Programme (um centro de investigação global sediado na Universidade de Copenhaga), especialistas internacionais da Universidade do Porto, Universidade de Copenhaga e BRAC (do Bangladesh), assim como da Organização Mundial de Saúde e da GAVI Alliance (parceria pública-privada global dedicada a aumentar o acesso à imunização em países em desenvolvimento) debatem temas como os desafios do Sistema Nacional de Saúde português, a ligação entre doenças contagiosas e doenças crónicas e a sua relação com as reformas nos sistemas de prestação de cuidados ou ainda metodologias para a investigação científica nestas áreas.

A sessão de abertura, marcada para quarta-feira, 12 de junho, pelas 9 horas, ficará a cargo de Henrique Barros, director do ISPUP e professor catedrático da Faculdade de Medicina da U.Porto; Jeffrey V. Lazarus, professor na Universidade de Copenhaga e diretor do Secretariado Permanente do Health Systems Global, organização internacional dedicada à promoção da investigação em Sistemas de Saúde e afiliada da Organização Mundial de Saúde e de Prea Gulati, diretora associada do Departamento de Saúde Global da George Washington University e consultora do Programa Alimentar Mundial na iniciativa “Ending Child Hunger and Undernutrition”.

O curso “Health Systems Methods and Current Research” prolonga-se até ao dia 14 de junho. O programa completo pode ser consultado no site do ISPUP.

Sobre o ISPUP

A funcionar nas actuais instalações desde 2011, o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) desenvolve a sua actuação na prossecução de três objectivos fundamentais: estimular a investigação científica de excelência na suas áreas de estudo (só em 2012, o ISPUP ultrapassou a marca das 200 publicações, entre artigos e teses), criar e divulgar conhecimento através dos seus programas de formação e, também, promover o desenvolvimento da Saúde Pública a nível nacional e internacional.