Orquestra Clássica da FEUP conquistou Vila Real

Orquestra Clássica da FEUP no Encontro Euro Regional de Música e Artes CénicasFoi através da Orquestra Clássica da da Faculdade de Engenharia (FEUP) que a Universidade do Porto participou no primeiro Encontro Euro Regional de Música e Artes Cénicas que se realizou no fim de semana de 14 e 15 de maio no Teatro de  Vila Real, fruto de uma colaboração inédita entre as seis universidades públicas do norte de Portugal e da Galiza.

O alinhamento arrancou com a “Dança Húngara Nº 1”, de J. Brahms, passou por “Kaiser-Walzer”, Op. 437, de J. Strauss, “Pompa e Circunstância”, de E. Elgar, e ainda apresentou uma composição inédita, em estreia nacional, de Nádia Carvalho: “Tormenta”. Com direção artística a cargo do maestro José Eduardo Gomes, a Orquestra corresponde a um projeto do Comissariado Cultural da FEUP, conta maioritariamente com membros da comunidade FEUP, com formação e prática instrumental, mas também se encontra aberto à participação de outros membros da comunidade da Universidade do Porto.

O Concerto da Orquestra Clássica da FEUP encerrou as atuações no Grande Auditório do Teatro de Vila Real, mas durante a tarde, quem se dirigiu ao Teatro de Vila Real, pôde ainda assistir às interpretações do Coro de Câmara da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, do grupo de Percussão da Universidade do Minho, o grupo de Danza Normal da Universidade da Corunha e a Orquestra de Câmara e o Espaço de Danza da Universidade de Santiago de Compostela. Os espetáculos, todos de entrada livre, começaram a partir das 16h00 e culminaram com a interpretação da Orquestra Clássica da FEUP, no Grande Auditório, e dos Cool Cucumbers, banda rock da Universidade de Vigo, no Café Concerto do Teatro de Vila Real. Terminou com “casa cheia” este “encontro inesquecível”, nas palavras das entidades envolvidas. A Universidade do Porto esteve representada pelo seu Reitor, Sebastião Feyo de Azevedo, e pelo Pró-Reitor Carlos Brito, responsável pelo Gabinete do Reitor, incluindo Relações com Empresas, Inovação e Empreendedorismo.

Foi a primeira vez que todas as universidades públicas do norte de Portugal e da Galiza se reuniram para preparar um espetáculo conjunto de música e artes cénicas, aberto ao público. Desenvolvido no âmbito da Fundação CEER, este primeiro Encontro de Música e Artes Cénicas, intitulado  “Música e Movimento Partilhados”, surgiu da necessidade de partilhar a cultura e as atividades artísticas desenvolvidas nas seis universidades e de abrir um caminho de difusão cultural transfronteiriça que permita estabelecer sinergias e territórios comuns, nomeadamente na área da cultura. No próximo ano, pretende-se que as Jornadas se desenvolvam na Galiza, com convidados portugueses.