Orçamento Participativo para a Ciência passa pela U.Porto

A Galeria da Biodiversidade será palco de um encontro participativo dedicado à Ciência, no âmbito do Orçamento Participativo Portugal 2018.

A discussão do Orçamento Participativo Portugal (OPP) vai passar novamente pela Universidade do Porto. Às 21 horas do dia 13 de março, a Galeria da Biodiversidade – Centro Ciência Viva acolhe um Encontro Participativo dedicado à Ciência, aberto à participação de todos os interessados, sem necessidade de inscrição prévio.

O encontro tem como objetivo preparar e motivar a apresentação de propostas para a alocação de uma parte do Orçamento de Estado para projetos elaborados e selecionados diretamente pelos cidadãos. O Encontro Participativo a decorrer na Galeria da Biodiversidade será especificamente devotado a propostas na área da Ciência.

O Orçamento Participativo é uma iniciativa do Governo português que tem por objetivo deixar aos cidadãos a decisão dos projetos a investir um total de 5 milhões de euros do Orçamento de Estado, através de um processo democrático deliberativo, direto e universal.

Podem participar no OPP todos os cidadãos nacionais com idade igual ou superior a 18 anos, apresentando propostas e votando nos projetos da sua preferência. As propostas podem ser apresentadas até 24 de abril, diretamente no portal www.opp.gov.pt ou nos Encontros Participativos que se vão realizar em todo o país.

As propostas ao OPP são ideias concretas para investimentos em qualquer área da governação, devendo cumprir os requisitos técnicos predefinidos, onde se inclui a exigência de um valor máximo de 300 mil euros para a sua execução. As propostas validadas são transformadas em projetos, com um valor financeiro e um prazo indicativo de implementação associados, nos quais os cidadãos podem votar entre 11 de junho e 30 de setembro.

Já em 2017, a Galeria da Biodiversidade foi palco de um destes Encontros Participativos do OPP dedicados à Ciência, que na altura contou com a presença de Maria Fernanda Rollo, Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, como pode conferir no vídeo em baixo.