Workshop “Groove in a box: Quando o computador entra na batida” | Jardim Botânico do Porto/MHNC-UP

Casa Andresen - Jardim Botânico do PortoPoderão os computadores gerar uma “batida”? Terão eles a capacidade de nos fazer sentir o ritmo ou de nos pôr os pés a mexer e a dançar irresistivelmente? Existirá uma fórmula matemática para o groove ou para o swing? No próximo dia 16 de setembro, das 15h00 às 17h00,  estas questões serão respondidas na Casa Andresen – Jardim Botânico do Porto, durante o workshop Groove in a box: Quando o computador entra na batida! uma sessão prática em que se vão explorar as potencialidades dos computadores para produzirem ritmos que estimulem as sensações musicais mais instintivas e características do ser humano, promovida pelo investigador George Sioros, do INESC TEC.

Neste workshop, que serve de “aperitivo” para as celebrações da Noite Europeia dos Investigadores 2016 no Porto (ver abaixo), serão exploradas as potencialidades dos computadores para produzirem ritmos que despoletem as sensações musicais mais instintivas e características do ser humano. Através de demonstrações simples e interactivas, recorrendo a um software inovador desenvolvido no Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores do Porto (INESC TEC), serão revelados alguns dos elementos que compõem um ritmo groovy, agradável e natural.

O workshop é aberto ao público em geral e contará com um número máximo de 25 participantes. A participação é gratuita mediante inscrição prévia até ao dia 14 de setembro através do endereço neinvestigadoresporto@gmail.com.

A Preparar a Noite Europeia dos Investigadores 2016 no Porto

No dia 30 de setembro celebrar-se-á mais uma Noite Europeia dos Investigadores. Na edição deste ano, o Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto (MHNC-UP) estará envolvido na coordenação das atividades subordinadas ao tema Ciência no dia-a-dia” – Science in Everyday Life (SCILIFE), que terão lugar no Jardim Botânico do Porto/MHNC-UP.

Coordenado pelo Museu Nacional de História Natural e da Ciência/Museus da Universidade de Lisboa (ULISBOA/MUHNAC), e integrando a Escola de Ciências da Universidade do Minho, a Associação para a Inovação e Desenvolvimento da FCT (NOVA.ID. FCT), o Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES) do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), e a Câmara Municipal de Lisboa, o consórcio SCILIFE, que de que faz parte o MHNC-UP, pretende promover um conjunto diversificado de atividades interessantes e apelativas abertas à participação de público de todas as idades, com vista a dar conhecimento da investigação de enorme qualidade produzida em Portugal e das suas relevantes aplicações no nosso quotidiano.