Obra de Abel Salazar apresenta-se com “Luz e Sombra” em Bragança

Autorretrato de Abel Salazar

Autorretrato de Abel Salazar

“Abel Salazar: Luz e Sombra” é o título da exposição que inaugura no próximo dia 9 de Abril, no âmbito das comemorações dos 150 anos do nascimento do Abade de Baçal e dos 100 anos sobre a fundação do Museu do Abade do Baçal, em Bragança.

Como referiu Nuno Grande, insigne professor do ICBAS,  “os grandes pensadores são espíritos inquietos que questionam constantemente o sentido das coisas, da vida e do homem” e essa inquietude era partilhada por Abel Salazar e pelo Padre Francisco Manuel Alves, o Abade de Baçal, com quem trocou correspondência e discutia problemáticas sociais e religiosas, chegando a afirmar em 1935 que: “Não há diferença alguma entre o crente e o não-crente, entre o atheu e o theista – o que parece um paradoxo e o que é, no entanto, a realidade pura”.

Esta exposição, que integra pinturas e desenhos de Abel Salazar, é assim a celebração de uma amizade que uniu duas vozes esclarecidas e criticas às correntes sociais e politicas dominantes à época em Portugal.

“Abel Salazar: Luz e Sombra” estará patente no Museu do Abade do Baçal até 28 de junho de 2015.