O Rei e a Lei na Idade Média Portuguesa é tema do novo livro da U.Porto Edições

“O Rei e a Lei” de Armando Luís de Carvalho Homem é a mais recente publicação da U.Porto Edições.

“O Rei e a Lei. Estudos de História Institucional da Idade Média Portuguesa (1279-1521)” é o mais recente livro editado pela U.Porto Edições. Da autoria de Armando Luís de Carvalho Homem, professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), a obra terá o seu lançamento oficial no dia 4 de outubro, às 17 horas, na Sala de Reuniões da FLUP.

Numa sessão que pretende ser também uma homenagem ao autor, recentemente aposentado da atividade docente, a apresentação da obra estará a cargo de Maria Helena da Cruz Coelho, professora da Universidade de Coimbra, e por José Augusto de Sotto Mayor Pizarro, da FLUP.

“O Rei e a Lei” é uma coletânea de um total de 13 estudos que representam parte da produção científica de Armando Luís de Carvalho Homem entre 1994 e 2011, incidindo essencialmente sobre a legislação régia (e pontualmente concelhia) dos séculos XIII a XVI.

A recolha destes estudos é complementada neste volume por abordagens a Historiadores fundamentais nas problemáticas em apreço, ao movimento geral da Historiografia sobre os poderes medievais e aos desenvolvimentos científicos e institucionais da estrutura que o autor ajudou a criar e desenvolver: Departamento de História e de Estudos Políticos e Internacionais da FLUP.

Armando Luís de Carvalho Homem nasceu em Coimbra em 1950. Doutorado em História / História Medieval (1985) pela Universidade do Porto, é Professor Catedrático da FLUP desde 1998, tendo-se aposentado em 2014.

Foi Professor convidado da Universidade Autónoma de Lisboa, membro da Commission Internationale de Diplomatique, da Associação Portuguesa de História Económica e Social, da Sociedade Portuguesa de Estudos Medievais e do Centro de Estudos de População, Economia e Sociedade (CEPESE).

Medievista, estudioso do Estado, do poder régio, da legislação, da Chancelaria (e sua tipologia documental) e dos oficiais burocratas (pela óptica da prosopografia), da diplomática urbana, e, particularmente, das posturas concelhias, Armando Luís Carvalho de Homem é um estudioso da Historiografia Portuguesa dos séculos XIX-XX e de diversos campos das Tradições Académicas.