O primeiro consórcio de universidades portuguesas nasce no Norte

Momento da assinatura do memorando de entendimento para a criação do Consórcio UniNORTE.

As universidades do Porto, do Minho e de Trás-os-Montes e Alto Douro vão constituir o primeiro consórcio de cooperação estratégica do ensino superior português.

O primeiro passo para a criação do Consórcio das Universidades do Norte (UniNORTE) foi dado no dia 10 de abril com a assinatura pelos três reitores, sob a égide da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDRN), do memorando de entendimento que define a forma de operacionalização desta plataforma de cooperação interstitucional.

Nos 60 dias seguintes à assinatura deste memorando, uma equipa de trabalho constituída por dois membros das equipas reitorais de cada universidade irá elaborar um documento que terá de definir o quadro legal e o modelo organizacional do Consórcio, os seus objetivos de curto e médio prazo, as áreas com maior potencial de cooperação e os mecanismos efetivos de articulação institucional, nomeadamente em termos de oferta educativa.

Neste capítulo, o documento a apresentar deverá explorar a possibilidade de concertação da oferta educativa das três universidades de acordo com as estratégias de desenvolvimento regionais e nacionais, a gestão conjunta do plafond de vagas e do número de cursos de cada instituição e a gestão integrada da abertura de novos cursos ou de encerramento de atuais programas de formação.

Este novo quadro de cooperação institucional entre as universidades do Norte pretende potenciar as oportunidades de cooperação estratégica e operacional entre as três instituições inseridas na mesma região (NUT II – Norte), respondendo assim aos desafios colocados pelo programa quadro Europa 2020 para a criação de estratégias regionais de especialização inteligente.

O consórcio UniNORTE assume-se, assim, como um compromisso das universidades na concretização de um novo modelo de desenvolvimento sustentável que garanta o futuro da Região pela geração, atração e fixação de talento capaz de criar riqueza e de assegurar o bem-estar das populações.

A importância estratégica que este consórcio representa para a região foi sublinhada pela CCDRN, que acolheu a de assinatura do memorando de entendimento entre as universidades do Porto, do Minho e de Trás-os-Montes e Alto Douro, numa cerimónia presidida pelo Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional.