Nações Unidas “mudam-se” para a U.Porto durante três dias

O escritor Richard Zimler vai ser o orador convidado da primeira edição da UPMUN.

Nos próximos dias 17, 18 e 19 de abril, a Reitoria da Universidade do Porto vai ser palco de uma reunião inédita da Assembleia Geral das Nações Unidas. No entanto, não serão os diplomatas dos 193 países-membros da ONU que estarão presentes, mas sim os estudantes do ensino superior e secundário que vão participar nesta simulação de Assembleia Geral organizada pela University of Porto Model United Nations (UPMUN).

A ideia partiu de quatro amigos de diferentes faculdades da U.Porto – Letras (FLUP), Economia (FEP) e Ciências (FCUP) – que contaram com o apoio da Reitoria, da Associação de Estudantes da Faculdade de Economia (AEFEP) e da Federação Académica do Porto (FAP). Com o “objetivo de motivar todos os estudantes a participar na resolução de questões internacionais”, a UPMUN propõe-se a debater quatro temas d aatualidade: os direitos da comunidade LGBTQ+ no mundo moderno; a igualdade de género e os direitos das mulheres; a segurança alimentar e o aquecimento global; e a questão dos refugiados no Mediterrâneo.

O primeiro dia vai contar com a participação de Richard Zimler, o premiado jornalista e escritor norte-americano que vive no Porto há mais de 20 anos. Os restantes dias serão dedicados ao debate dos quatro temas da UPMUN, estando ainda previsto um jantar facultativo no segundo dia, para networking entre os diferentes participantes no evento.

No decorrer da UPMUN, os estudantes terão de participar na assembleia, escrever e interpretar discursos, fazer lobbying e, sobretudo, debater os temas gerais da reunião. Para isso, a organização aconselha uma “importantíssima preparação prévia”. Ou seja, “cada delegado terá de estar a par dos pontos de vista do país que representa (e não da sua posição pessoal) e defendê-lo da melhor forma possível”, explicam em comunicado.

Os membros da organização vão ocupar os cargos de secretário-geral e vice-secretária-geral, atualmente ocupados por António Guterres e Amina J. Mohammed, respetivamente. Além disso, há ainda estudantes que vão desempenhar funções de apoio ao evento (staff).

As intervenções serão feitas em inglês, mas “mesmo que as tuas capacidades de inglês não sejam as melhores, essa não é uma desculpa válida para faltar a esta conferência educacional e divertida”, desafia a organização.

Os delegados podem concorrer individualmente ou em pares. A inscrição custa dois euros e deve ser feita até 6 de abril.

As sessões da UPMUN serão abertas ao público, em regime de entrada livre.

Mais informações aqui.