MyChild: facilitar a comunicação entre os pais e a escola do seu filho

infantarioA ideia de criar uma plataforma que permitisse facilitar a comunicação com a escola do filho começou a tomar forma quando Hugo Augusto se apercebeu da quantidade de folhas diárias com recados da educadora que se iam acumulando. Eram sobretudo relatos das atividades diárias e que deram o mote para a criação da plataforma MyChild. Mauro Bonêco, antigo estudante do MIEIC da Faculdade de Engenharia da U.Porto (FEUP) agarrou esta ideia e em abril de 2011 decidiu apostar na criação de uma empresa, em que o principal produto passaria a estar direcionado para o segmento pré-escolar.

Juntamente com dois antigos colegas dos tempos de estudante na FEUP – Carlos Monteiro e Nelson Lima – e Hugo Augusto, antigo colega de consultoria, a MyChild venceu o concurso de Venture Capital da Kellogg School of Management (escola de negócios de Chicago, nos EUA). A partir desse momento o produto evoluiu para uma ferramenta completa destinada aos profissionais que trabalham em ambiente pré-escolar.

“A principal inovação do “MyChild” é a automização de um serviço que se baseava num processo de recolha de informação suportado por papel. A introdução de uma app permite que este processo seja automatizado por parte das educadoras, com a capacidade de poderem, por exemplo, rever a informação antes de ser enviada para os pais. É possível cruzar essa informação com os principais objectivos de aprendizagem através dos curriculums de cada escola, e daí retirar estatísticas”, explica Mauro Bonêco.

A plataforma permite também personalizar os relatórios diários de forma a que cada escolar possa utilizar a sua imagem, a sua filosofia e a sua própria linguagem no relacionamento com os pais. “Nos EUA, existe uma procura forte em personalizar os objetivos de educação de acordo com o Estado onde o centro se encontra licenciado”, admite o antigo estudante da FEUP.

De acordo com a mais importante associação de educação de infância nos EUA (NAEYC), as educadores de infancia dispendem em media cerca de 40% do seu tempo com tarefas administrativas (o registo de refeições, sestas ou actividades de aprendizagem é normalmente feito em papel). A MyChild permite que a educadora registe a mesma informação numa app de forma fácil e rápida, com a vantagem de a informação chegar aos pais no final do dia, com imagens associadas e registos individualizados de cada criança.Adicionalmente os pais podem ir seguindo os posts na sua própria app”, adianta Mauro Bonêco.

O projeto foi considerado inovador e é um dos finalistas do programa Nação Inovadora da SIC Notícias, numa votação que está a decorrer até dia 6 de novembro.

Neste momento a MyChild tem mais de 300 centros de educação de infância sob contrato. Atualmente, 90% da faturacao da empresa provém dos EUA.
 A empresa tem como objetivo ser líder no mercado PME de centros de educação de infância privados nos EUA. O mercado de software de comunicação para Pais para centros de educação de infância nos EUA está avaliado em 3 biliões de dólares. Além dos EUA, o seu mercado natural, a plataforma está em funcionamento em escolas do Brasil e em Portugal, que servirá como plataforma para expansão da app para a Europa.