Mexilhão de água doce Marroquino fortemente ameaçado

A espécie M. marocana foi encontrada nos últimos 54 km do Rio Laabid

Durante o estudo, os investigadores do CIIMAR visitaram 36 locais da bacia do Rio Oum Er Rbia, em Marrocos (Foto: Ronaldo Sousa / CIIMAR)

Um estudo desenvolvido por investigadores do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto (CIIMAR) alerta para estado de conservação da espécie de mexilhão de água doce Margaritifera marocana (Pallary, 1918) que está listada como criticamente ameaçada pela IUCN, sendo uma das 100 espécies mais raras do mundo.

Entre julho e agosto de 2015, os investigadores visitaram 36 locais da bacia do Rio Oum Er Rbia (Rios Derna, Laabid e Oum Er Rbia), em Marrocos, onde a espécie é endémica. No Rio Oum Er Rbia foi apenas encontrado um indivíduo vivo mas nenhum no Rio Derna.

Já no Rio Laabid foram encontradas várias centenas de indivíduos inclusive juvenis, contrariamente ao reportado anteriormente por outros estudos que “avançavam com uma população total de apenas 250 indivíduos e sem juvenis, demonstrando a viabilidade desta população”, descreve Ronaldo Sousa, investigador do CIIMAR/CBMA-U.Minho.

A espécie M. marocana apresenta assim uma distribuição espacial restrita, baixa abundância e distinção filogenética em relação a outros bivalves em África. Por outro lado, os investigadores verificaram que a bacia do Rio Oum Er Rbia está sujeita a grandes pressões antrópicas que incluem perda e fragmentação do habitat (presença de barragens e outros obstáculos), poluição, introdução de espécies invasoras e especialmente grande extração de água para consumo humano, pelo que alertam para necessidade de uma proteção prioritária desta espécie.

Os resultados obtidos neste estudo, intitulado “Pearl mussels (Margaritifera marocana) in Morocco: Conservation status of the rarest bivalve in African fresh waters e publicado no jornal Science of the Total Environment, poderão ser utilizados para orientar futuras medidas de gestão que visem a conservação desta espécie, cujo declínio poderá gerar graves impactos nos ecossistemas aquáticos.