Mais de 150 jovens iniciam-se na investigação com a Universidade Júnior

escolas_ujr2-300x200

De 28 de agosto a 10 de setembro, três escolas de iniciação à investigação vão encerrar a edição deste ano da “Universidade Júnior”.

A “Universidade Júnior” está de regresso, agora com as escolas de introdução à investigação de Física, Matemática e Ciências da Vida e da Saúde. De 28 de agosto a 10 de setembro, mais de 150 jovens do ensino secundário vão passar as suas últimas semanas de férias nas salas de aula e laboratórios da Universidade do Porto.

Depois de em julho passado ter aberto as portas da U.Porto a um número recorde de 6500 alunos do 5.º ao 11.º ano de escolaridade, a edição 2016 da “Universidade Júnior” vai encerrar com mais três escolas de iniciação à investigação destinadas apenas aos estudantes do 10.º, 11.º e 12.º ano do ensino secundário.

Proporcionar a primeira experiência académica no mundo da investigação científica a jovens de todo o país é o principal objetivo deste projeto da “Universidade Júnior”. Ao longo de duas semanas, os 159 jovens participantes nestas três escolas vão ter a sua primeira experiência como verdadeiros investigadores científicos.

Estes pré-universitários terão a oportunidade de fazer investigação real e, ao mesmo tempo, conhecer de forma mais aprofundada as suas futuras áreas de estudo. Os jovens irão desenvolver de raiz um projeto científico – sob supervisão de investigadores da Universidade do Porto –, passando pelas fases de aprendizagem e pesquisa, execução experimental e computacional, apresentação e discussão de resultados.

escolas_ujr5-300x200

Mais de 150 estudantes do 10.º ao 12.º ano de escolaridade participam nas escolas de Física, Matemática e Ciências da Vida e da Saúde.

Esta aproximação à realidade da investigação científica realizada nas faculdades e unidades de investigação da Universidade do Porto justifica o facto de estas escolas de iniciação à investigação estarem reservadas aos melhores alunos do ensino secundário: a participação é dependente de candidatura, e a seleção é efetuada de acordo com o desempenho escolar dos candidatos.  Alguns deles são até provenientes de outros países, nomeadamente de Angola, Brasil, Cabo Verde, Espanha, Macau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Estas escolas de iniciação à investigação marcam o encerramento da edição deste ano da “Universidade Júnior”, a mais participada em 12 anos de existência. A Escola de Física será a primeira a arrancar, realizando-se de 28 de agosto a 2 de setembro. Na semana seguinte, de 5 a 10 de setembro, terão lugar as escolas de Matemática e de Ciências da Vida e da Saúde.