Ligação das universidades às empresas vai a exame na U.Porto

António Costa vem à U.Porto duas semanas depois de ter “apadrinhado” a assinatura de uma parceria inédita da Universidade com a Bosch Ovar. (Foto: Paulo Vaz Henriques)

“As Universidades e a Valorização do Conhecimento” é o principal tema da terceira sessão da Convenção Nacional do Ensino Superior. Depois de ter passado por Lisboa e Aveiro, a iniciativa promovida desde janeiro pelo Conselho de Reitores das Universidades Portugueses (CRUP) junta, no próximo dia 9 de abril, terça-feira, no Salão Nobre da Reitoria da Universidade do Porto, líderes de centros de investigação, gestores, empresários e representantes de instituições de ensino superior, para um debate sobre a aproximação das Universidades às empresas. Na sessão, marcam presença o primeiro-ministro António Costa e o Ministro do Ensino Superior, Ciência e Tecnologia, Manuel Heitor.

De que forma o conhecimento e a ciência podem ser valorizados na relação das empresas, com as instituições de ensino superior? Esta e outras questões são o ponto de partida para um dia de debate, com início marcado para as 09h00 e transmissão em direto no canal de Youtube da Universidade do Porto ao longo de todo o dia.

Esta última sessão Convenção do Ensino Superior vai reunir reitores, investigadores e empresários para discutir de que forma o conhecimento gerado nas universidades pode conduzir a um maior impacto na economia e na sociedade. Em debate estará o próximo quadro comunitário, que deverá potenciar a interação com o tecido empresarial, a administração pública e os agentes culturais, melhorando a interação com a sociedade e o território e estimulando atividades de criação e de promoção do emprego qualificado em Portugal.

A valorização do conhecimento e o empreendedorismo são os temas em análise na terceira Convenção Nacional do Ensino Superior. (Foto: DR)

António Costa, primeiro-ministro, António Fontaínhas Fernandes, Presidente do CRUP, e António de Sousa Pereira, Reitor da Universidade do Porto são os responsáveis pela sessão de abertura, agendada para as 10h30. Já o encerramento da sessão estará a cargo de Manuel Heitor, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. O programa completo pode ser consultado aqui.

Antes da abertura oficial, a Convenção Nacional do Ensino Superior arranca com um debate sobre os desafios da valorização do conhecimento gerado nos centros de investigação. Para isso junta, num só painel, José Manuel Mendonça, do INESC TEC, Alcibíades Guedes, do INEGI, Vítor Vasconcelos, do CIIMAR e Pedro Arezes, do Centro Algoritmi.

O segundo painel desenrola-se numa conversa entre Paulo Nunes de Almeida, da AEP, Fernando Sousa, da AIMMAP – Associação dos Materiais Metalúrgicos e Metalomecânicos e Afins de Portugal, João Günther Amaral, da Sonae MC, Alexandre Marques, do ZF Group, Ângelo Ramanho, da Efacec, e João Barros, da Veniam, uma empresa com o “berço” ligado à Universidade do Porto. Moderado por António Marquez Filipe, da Symington Family Estates, este painel visa abordar a relação das empresas com a universidade, no processo de inovação que precisam de desenvolver.

O terceiro e último painel dedica-se ao empreendedorismo. Para isso, junta porta-vozes das instituições de ensino, Helder Vasconcelos, Vice-Reitor da Universidade do Porto e Rui L. Reis, da Universidade do Minho, e especialistas com ligação ao ecossistema empreendedor: Eduardo Correia, em representação do Tagus Park, o maior e mais inovador parque de ciência e tecnologia de Portugal, Luís Antunes, da Healthy Systems, uma empresa nascida no CINTESIS, com chancela spin-off U.Porto, Ana Cristina Freire, Innovcat, uma spin-off da U.Porto de base tecnológica, e José Diónisio, da Primavera, uma empresa nascida em Braga na área da tecnologia.

Focada na valorização do conhecimento e da ciência, na relação das empresas com as instituições de Ensino Superior e nos desafios na promoção do empreendedorismo, a terceira Convenção Nacional do Ensino Superior dá continuidade ao objetivo de se refletir num “Nova Agenda estratégica para o Ensino Superior em Portugal”.

O evento é aberta a todos os interessados e tem entrada livre, sujeita a inscrição obrigatória.