KTForce potencia discussão sobre políticas de inovação na Europa

Conferência serviu para fazer o balanço de resultados de um projeto que dura há mais de 30 meses e que envolve 11 entidades de 6 países.

Mais de dois anos após o arranque do projeto, os parceiros do KTForce – Knowledge Transfer joint forces for efficient innovation policies regressaram no passado dia 28 de maio à Universidade do Porto para participar na Conferência Final da iniciativa. Desta vez a sessão foi aberta ao público, que pôde participar na discussão sobre as políticas de inovação e transferência de tecnologia desenvolvidas no contexto europeu, bem como trocar experiências e opiniões com parceiros e convidados.

“O KTForce é um extraordinário exemplo de smart cooperation”. Foram estas as palavras de Carlos Neves, vice-presidente da CCDR-N e um dos oradores convidados para um evento que levou mais de meia centena de pessoas ao auditório da Faculdade de Direito da U.Porto. Na opinião do responsável, projetos como este são uma boa maneira de “colocar os stakeholders mais importantes da região em contacto”.

“Innovation policies and knowledge transfer working together for regional competitiveness” foi o tema da Closing Conference do projeto KTForce, evento que antecipa o final desta iniciativa europeia que, desde março de 2012, vem reunindo os esforços de 11 entidades de seis países – entre as quais a U.Porto – no desenho de estratégias que potenciem o “benchmarking de políticas de inovação e boas práticas de transferência de tecnologia nas regiões parceiras”, como referiu Maria Oliveira, coordenadora da UPIN – Universidade do Porto Inovação. Durante o projeto foram identificadas 147 boas práticas, segundo dados apresentados por Stefania Amorosi, representando o programa de financiamento INTERREG IVC. A sessão da manhã contou ainda com a presença e intervenção do vice-reitor Jorge Gonçalves, de Filipe Araújo, vereador da inovação e ambiente da Câmara Municipal do Porto e de Manuel Laranja, da Universidade de Lisboa.

A importância da aposta europeia na inovação e na transferência de tecnologia, bem como nas spin-offs universitárias, esteve presente durante todo o dia da conferência e também nos momentos de networking. Durante as mesas redondas, membros da parceria KTForce juntaram-se a outros convidados e apresentaram dados mais concretos sobre os seus respetivos países e o público teve também oportunidade de intervir colocando questões e estimulando o debate sobre o que de melhor se faz na Europa em termos de estímulo à inovação. A moderação dos debates ficou a cargo de Ana Teresa Lehman e Alexandre Almeida, ambos da Faculdade de Economia da Universidade do Porto. Houve também tempo para apresentação metodologia desenvolvida no âmbito das actividades do projeto por Óscar Afonso (consultor para o KTForce) e William O´Gorman, da Waterford Institute of Technology e dos próximos passos a dar antes do final do projeto, que será em Setembro de 2014.

Os resultados do projeto continuarão disponíveis no website. As boas práticas a políticas identificadas em cada região parceira podem ser consultadas no “Good Practices Map”, ferramenta desenvolvida pelo projeto, bem com outras informações relativas a eventos e notícias. Neste momento, os parceiros estão a trabalhar na segunda brochura focada na implementação dessas políticas. O documento estará disponível em breve.