E os melhores Projetos de Inovação Pedagógica do ano são…

Concurso “Projetos de Inovação Pedagógica” selecionou este ano 16 propostas para financiamento de desenvolvimento de atividades que promovam a melhoria do ensino e aprendizagem na U.Porto.

Pelo segundo ano consecutivo, a Universidade do Porto distinguiu as melhores propostas de inovação pedagógica criadas pelos seus docentes. Na segunda edição do concurso “Projetos de Inovação Pedagógica”, 16 candidaturas foram eleitas para receber o financiamento solicitado para desenvolvimento de atividades que promovam a melhoria do ensino e aprendizagem.

Inserido no Programa “Promover a Excelência Pedagógica”, o concurso visa promover a melhoria dos modelos educativos aplicados nos cursos e unidades curriculares da U.Porto, através do financiamento de aquisição de equipamentos, licenças ou programas informáticos, mobiliário, serviços externos e outras ações que contribuam para a inovação do quadro pedagógico da instituição.

Destinado a docentes, investigadores ou a grupos de docentes que se constituam como uma equipa pedagógica na lecionação de uma ou mais unidades curriculares, o concurso atribui aos projetos de inovação pedagógica selecionados o valor máximo de 1.000 euros.

Com um orçamento total de 15 mil euros para a edição deste ano, o júri constituído pelo Pró-Reitor Fernando Remião (presidente do júri), pelos docentes Amélia Lopes (FPCEUP), Corália Vicente (ICBAS), João Paiva (FCUP), João Pedro Xavier (FAUP), Laura Ribeiro (FMUP), Paulo Garcia (FEUP) e pela estudante Ana Rita Ramalho (representante do Conselho Geral da U.Porto) decidiu atribuir a totalidade do valor de financiamento solicitado para 16 projetos concorrentes.

O concurso visa promover a melhoria dos modelos educativos aplicados nos cursos e unidades curriculares da U.Porto.

Dez dos 16 projetos financiados foram também selecionados para serem apresentados oralmente no próximo Workshop de Inovação e Partilha Pedagógica: Ajudar a ver o Sol de Maria João Ponces, Berta Meireles, Marta Jorge e Marlene Fernandes (FMDUP), Laboratório de Usofonia de Francisco Topa (FLUP), Aprendizagem participativa do eletromagnetismo: a hands on approach de Joaquim Agostinho Moreira e Carla Carmelo Rosa (FCUP), GIS Challenge de Ana Cláudia Teodoro e Lia Duarte (FCUP), Cluedo Histológico de Paula Cristina da Silva (ICBAS), Inovação e Empreendedorismo nas Ciências da Saúde: valorização do ecossistema UPorto de David Pereira (FFUP), Uma janela aberta para a geometria de Alexandra Castro, José Pedro Sousa e João Pedro Xavier (FAUP), Programa de desenvolvimento de exames clínicos objetivos estruturados para a promoção do eixo ensino-aprendizagem-avaliação no Centro Universitário de Medicina de Maria Amélia Ferreira, Elizabete Loureiro, João Sérgio Neves e Pedro Grilo Diogo (FMUP), Criação do curso PEC – Publicação e escrita científica para formato e-Learning (Academia UP) e língua inglesa de Lucas da Silva, Luís Costa, Cristina Lopes e Mercedes Filho (FEUP) e O “cooperative learning” no estudo dos padrões urbanos: soluções precisas para problemas complexos, de Fernando Brandão Alves (FEUP) e Teresa Calix Augusto (FAUP).

Outros seis foram também selecionados para financiamento na totalidade do valor solicitado: Curso de diagnóstico em endodontia: atualização de conceitos de Irene Pina Vaz (FMDUP), DSP – Education KIT de Aníbal João Ferreira (FEUP), Ensino Tutorial para aquisição dos princípios básicos associados ao desenvolvimento experimental e escrita da dissertação do Mestrado em Química Farmacêutica de Madalena Pinto, Honorina Cidade e Maria Emília Sousa (FFUP), Motivação e inclusão para o sucesso (numa unidade curricular basilar) de José Matos, Paulo Vasconcelos e Sofia Gothen (FEP), Moving Images: devotions and cultural pratices in Porto Cathedral de Ana Cristina Correia de Sousa e Lucia Maria Rosas (FLUP) e eLearning@miec.fe.up.pt de Miguel Ângelo Ferraz (FEUP).