ISPUP celebra 10 anos de vida com Festa da Sopa para toda a cidade

G21

A “Geração 21”, que há 10 anos monitoriza o crescimento e o desenvolvimento de mais de 8000 crianças desde o nascimento, é um dos projetos do ISPUP com maior reconhecimento público.

O Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) vai completar 10 anos de vida e quer fazer a festa de aniversário com toda a cidade do Porto. As comemorações vão durar toda a semana de 11 a 15 de julho, mas o ponto alto será a Festa da Sopa que irá ser “servida” à população, em plena Praça Gomes Teixeira, no dia 14 de julho.

É precisamente neste dia que se assinala o 10.º aniversário da criação do ISPUP, o instituto que alberga mais de uma centena de investigadores – entre médicos, nutricionistas, bioquímicos e estatísticos – dedicados ao desenvolvimento, difusão e aplicação de novos conhecimentos no domínio da saúde pública com o objetivo de melhorar e proteger a saúde da população humana.

Sob o mote “A Investigação em Saúde Pública Salva Vidas”, as comemorações irão arrancar às 9h30 de segunda-feira, 11 de julho, com uma sessão de abertura na Reitoria da Universidade do Porto que contará com a presença do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo.

Ao longo de toda a semana, o Auditório do ISPUP será palco de eventos de carácter científico, entre as quais sessões plenárias com investigadores convidados, o 5.º Encontro Nacional de Estudantes de Doutoramento em Saúde Pública e jornadas científicas temáticas, mas serão os eventos de carácter cultural e comunitário que levarão a festa de aniversário até à população.

Henrique Barros

Henrique Barros, médico epidemiologista e antigo coordenador do Programa Nacional de Luta Contra a Sida, é o diretor do ISPUP desde a sua criação.

A Festa da Sopa será o mais visível destes eventos de carácter cultural e comunitário. À hora de almoço de quinta-feira, 14 de julho, na praça em frente ao edifício da Reitoria da Universidade do Porto, vários restaurantes da cidade vão associar-se a estas comemorações e dar a provar aos transeuntes as suas sopas, como forma de alertar a população para importância de uma alimentação equilibrada na promoção da saúde humana.

Logo a seguir, pelas 15 horas, o Salão Nobre da Reitoria será palco da conferência-debate “Política e História da Peste no Porto”, a propósito do surto de peste bubónica que assolou a cidade do Porto em 1899 e cuja erradicação está diretamente ligada à ação de Ricardo Jorge, o médico que introduziu em Portugal as primeiros conceitos e técnicas de Saúde Pública.

A conferência terá como oradores o historiador Joel Cleto, o subdiretor do Jornal de Notícias, David Pontes, e o diretor de serviços do Centro Português de Fotografia, Bernardino Castro, e irá preceder a inauguração da exposição fotográfica “Levante-se o Cerco!” – que ficará patente na Sala de Exposições da Reitoria – e uma visita guiada por Joel Cleto aos locais-chave da epidemia de 1899 na cidade do Porto.

As comemorações do 10.º aniversário do ISPUP encerrarão oficialmente às 16 horas de sexta-feira, 15 de julho, numa cerimónia que contará com a presença do Ministro da Saúde, Adalberto Fernandes, do Reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo de Azevedo, e do diretor do ISPUP, Henrique Barros.