IPATIMUP distingue referência mundial no estudo do cancro

David LydenO norte-americano David C. Lyden, considerado um dos melhores investigadores em cancro do mundo da atualidade,  é o vencedor da edição 2014 do Mina J. Bissell Award, galardão atribuído pelo Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto (Ipatimup), em articulação com o Programa Graduado em Áreas de biologia Básica e Aplicada da U.Porto (GABBA). O prémio é entregue esta quarta-feira, 25 de março, durante o Simpósio «Understand cancer as a systemic disease: cancer is not just the tumour», que contará com a participação de Lyden e da própria Mina Bissell.

David Lyden é um neuro-oncologista pediátrico, especializado em tumores cerebrais. A sua investigação, grande parte da qual desenvovlida enquanto investigador do Weill Cornell Medical College, tem-se centrado nos mecanismos através dos quais os tumores crescem e disseminam (metastizam) para diferentes partes do corpo, incluindo o cérebro.

Recentemente, David Lyden descobriu que os tumores cerebrais podem enviar sinais, transportados por exossomas, que levam certas células da medula ósssea a multiplicarem-se e a migrarem até ao cérebro onde induzem a formação de novos vasos sanguíneos que alimentam o tumor. Está, por isso, a desenvolver anticorpos que interferem com essas células procurando perceber como será possível torná-las alvos terapêuticos.

David Lyden terá a oportunidade de explicar estes progressos na palestra – intitulada “What are exosomes and how they are changing our concepts of cancer and metastasis?” – que vai protagonizar durante o simpósio, a decorrer ao longo de toda a manhã, no auditório do Ipatimup.  O programa tem início às 9h30, com as intervenções de Maria de Sousa, impulsionadora do Prémio Mina J. Bissell e a grande responsável pelo programa GABBA, e de Manuel Sobrinho Simões, diretor do Ipatimup, e inclui ainda uma palestra de Mina Bissell (“Why don’t we get more cancer? Because half the secret of the cell is outside the cell!”). A entrega do Prémio Mina J. Bissell está marcada para as 12h30.

Sobre o Prémio Mina J. Bissell

Destinado a figuras da Ciência que se tenham distinguido pelas suas carreiras de excelência, o Prémio Mina J. Bissell foi instituído e atribuído à própria cientista irano-americana, especialista em cancro da mama, em 2008. Nesse mesmo ano, o prémio foi atribuído também a Leonor Beleza, presidente da Fundação Champalimaud. Na sua segunda edição (2011) o distinguido, a título póstumo, foi  Judah Folkman.

Mina J. Bissell é conhecida por ter revolucionado a forma como a comunidade científica entende o cancro. Já em 2008, quando recebeu o prémio com o seu nome, deixou uma mensagem especial aos jovens estudantes e investigadores: «Confiem em vocês. Pensem sempre “out of the box”. Não ouçam os vossos professores, não liguem ao que eles dizem, ao que eu digo, ao sistema. Confiem no vosso instinto. Se não conseguirem financiamento – como eu não consegui durante 15 anos -, não se preocupem. Mais tarde ou mais cedo, verão que vale a pena. Têm só uma vida, aproveitem-na bem.