Investigadores do ICBAS vencem Prémio Banco Carregosa/SRNOM

O trabalho premiado foi liderado por Mariana Monteiro, Professora Associada do IICBAS e investigadora da UMIB.

Uma equipa de médicos e investigadores da Unidade Multidisciplinar de Investigação Biomédica (UMIB), sediada no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto (ICBAS), foi distinguida pela Secção Regional Norte da Ordem dos Médicos (SRNOM) com a 3.ª edição do ‘Prémio Banco Carregosa/SRNOM’, no valor de 20 mil euros.

O galardão distingue o trabalho de quase uma década que a equipa liderada pela endocrinologista Mariana Monteiro , Professora  Associada do ICBAS e investigadora da UMIB, vem realizando no desenvolvimento de uma técnica inovadora para o tratamento da diabetes e da obesidade, que já “demonstrou ser mais eficaz do que as outras técnicas utilizadas no tratamento da diabetes”.

Esta nova técnica, intitulada bypass gástrico metabólico, foi desenvolvida pelo cirurgião Mário Nora (membro da equipa) e é “significativamente diferente” do bypass tradicional porque “coloca as células que produzem hormonas antidiabéticas numa posição estratégica”. Ao fazer este tipo de cirurgia, “a anatomia das células produtoras de hormonas antidiabéticas no intestino é modificada e, como tal, potencia a sua libertação para a corrente sanguínea e aumenta a probabilidade de remissão clínica da diabetes”, esclarece Mariana Monteiro.

O prémio foi entregue no passado dia 23 de maio, no salão nobre da SRNOM, no Porto. (Foto: SRNOM)

Para provarem a eficácia do bypass gástrico metabólico, os investigadores analisaram 114 doentes no Hospital de São Sebastião do Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga (CHEDV) que tinham sido submetidos à nova técnica há cinco anos atrás. E concluíram que “a taxa de remissão da diabetes foi de 73%” quando comparada com a taxa associada ao bypass tradicional, assim como a probabilidade da recaída da doença ser quase “32% menor”.

“Os resultados são completamente diferentes se um doente fizer uma cirurgia ou fizer outra”, nota Mariana Monteiro, para quem a aplicação generalizada da nova técnica trará um forte impacto no orçamento da saúde a longo prazo, uma vez que a diabetes movimenta cerca de 12% da despesa do Estado na área da Saúde.

Iniciativa conjunta da Secção Regional Norte da Ordem dos Médicos e do banco Carregosa, o Prémio Banco Carregosa/SRNOM foi criado em 2016, como objetivo incentivar a investigação científica entre a comunidade médica nacional.

A edição deste ano foi entregue no passado dia 23 de maio, no salão nobre da SRNOM, no Porto, numa sessão que contou com a presença do Bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, do Reitor da U.Porto, António de Sousa Pereira, e do Diretor do ICBAS, Henrique Cyrne de Carvalho.