Investigadores da U.Porto finalistas do “Fraunhofer Portugal Challenge 2014”

Fraunhofer Portugal Challenge 2014

Da esq. para a dir.: Paulo de Melo (1º Prémio), Pydi Ganga (3º Prémio), Dirk Elias (Presidente Direção Frauhnofer Portugal), Gilberto Bernardes (2º Prémio). Créditos Foto: Frauhnofer Portugal.

Um software que auxilia músicos na manipulação de sinais áudio em contextos criativos e uma plataforma para desenvolver circuitos integrados com tecnologias a-GIZO TFT. Foram estas as ideias da autoria de dois investigadores do INESC TEC e estudantes da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) que conquistaram o segundo e terceiro lugares, respetivamente, no concurso “Fraunhofer Portugal Challenge 2014”, na categoria de Doutoramento. Os prémios foram entregues no dia 29 de outubro.

O software earGram foi desenvolvido na sequência da tese de doutoramento de Gilberto Bernardes em Media Digitais na FEUP/Programa UT Austin|Portugal. Intitulada “earGram: Composing Music by Selection”, a tese apresenta um esquema descritivo para a representação de objetos sonoros, que oferece informações relevantes para o compositor, assim como descrições adequadas para modelar automaticamente a evolução temporal da estrutura musical.

O terceiro prémio do concurso foi entregue a Pydi Ganga pela dissertação “Transparent and/or flexible low-cost electronics with a-GIZO TFTs”, que propõe uma plataforma para desenvolver circuitos integrados com tecnologias a-GIZO TFT. Desenvolvido no âmbito do Programa Doutoral em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores da FEUP, o projeto demonstra que os circuitos eletrónicos com a tecnologia de TFTs de a-GIZO podem ser facilmente integrados no corpo humano para monitorização e processamento de sinais biológicos (ex. EEG, ECG e temperatura corporal). A boa relação desempenho/estabilidade da tecnologia permite uma complexidade de funções e tempos de vida significativamente superiores. Além da multifuncionalidade e longevidade, estes dispositivos têm potencial para serem inteiramente transparentes (invisíveis).

Recorde-se que já no ano passado o INESC TEC viu um dos seus investigadores premiado pelo “Fraunhofer Portugal Challenge”. Ricardo Campos recebeu o primeiro prémio da categoria de doutoramento pelo trabalho de investigação “Disambiguating Implicit Temporal Queries for Temporal Information Retrieval Applications”.

O “Fraunhofer Portugal Challenge 2014” é promovido pela Fraunhofer AICOS e distingue as seis melhores ideias (três na categoria de mestrado e três na categoria de doutoramento) nos campos da Informação e Tecnologias da Comunicação, Multimédia e outras áreas do conhecimento relacionadas. O concurso, que este ano vai na sua quinta edição, tem como grande objetivo promover e premiar a investigação científica de utilidade prática, orientada para o mercado, e que tenha em conta a aplicabilidade das ideias e dos seus resultados na indústria ou no quotidiano das pessoas.