Investigadores da FPCEUP participam no projeto europeu ICF-TRAIN

icf_train_project_logo

O projeto ICF-Train quer criar uma plataforma online que permite o uso da CIF-CJ na documentação de processos.

Um grupo de investigação do Centro de Psicologia do Desenvolvimento e Educação da Criança (CPDEC), coordenado por Ana Isabel Pinto da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP), tem vindo a colaborar há 2 anos no projeto europeu ICF-TRAIN.

Criar uma plataforma online que permite o uso da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde para Crianças e Jovens (CIF-CJ; OMS, 2007) por equipas de profissionais (de saúde, educação e de outros serviços de prevenção da comunidade) na documentação dos processos que acompanham e promover a formação (online) dos profissionais, dotando-os de competências para a utilização da CIF-CJ são os grandes objetivos deste projeto de investigação.

O instrumento online do projeto está disponível na sua versão completa aqui. Os utilizadores da plataforma podem usufruir das potencialidades do instrumento como forma de documentar eletronicamente os seus processos de apoio a crianças com incapacidades e às suas famílias ao longo do tempo. Desse modo, o instrumento permite a avaliação da eficácia da intervenção, através de registos e de gráficos com base nos códigos e qualificadores da CIF-CJ.

A CIF-CJ pertence ao conjunto de classificações internacionais desenvolvido pela Organização Mundial de Saúde para aplicação em vários aspetos da saúde. Tal como todas as classificações do conjunto, proporciona um sistema para a classificação de uma ampla gama de informações sobre a saúde e utiliza uma linguagem comum que facilita a comunicação entre profissionais de diferentes disciplinas e nacionalidades. A tradução portuguesa das dimensões atividades/participação e fatores ambientais da CIF-CJ esteve a cargo do grupo da FPCEUP e está disponível aqui.

Considerando que a utilização da CIF-CJ é recomendada na atual legislação portuguesa sobre a educação especial (Decreto-Lei nº3/2008) e tendo em conta que, com a publicação do Decreto-Lei nº281 de 2009, a prestação dos serviços de intervenção em idades precoces (0-6 anos) é da responsabilidade das equipas locais de intervenção precoce, este instrumento poderá ser de grande utilidade tanto para equipas com profissionais de diferentes valências como para pais, por facilitar a comunicação entre os diferentes elementos da equipa e mesmo entre serviços.

A pilotagem do instrumento está a ser realizada pela coordenação do projeto e pelos parceiros europeus. Para mais informações ou para participar como parceiro na pilotagem do projeto, contactar Ana Isabel Pinto através do e-mail ana@fpce.up.pt.

O projeto ICF-TRAIN, coordenado pela entidade austríaca VINCO, é financiado no âmbito do Programa Leonardo DaVinci (Comissão Europeia e National Agency for Lifelong Learning)  e integra 12 parceiros científicos de 6 países da União Europeia: Alemanha, Áustria, Bélgica, Eslováquia, Portugal e Turquia.

Segundo vários estudos recentes, a participação da família, nomeadamente dos pais de crianças com incapacidades, nos processos de avaliação-intervenção é fundamental para o sucesso dos mesmos. Desse modo, é de salientar que as famílias a serem apoiadas pelos profissionais de intervenção precoce e de educação especial terão acesso a toda a informação documentada nesta ferramenta online, o que tem como objetivo promover a sua participação ativa nos processos de apoio.