Investigadora da FAUP “descobre” casa de Raul Lino no Porto

Única casa projetada por Raul Lino na cidade do Porto situa-se na Rua de Ciríaco Cardoso.

Carla Garrido de Oliveira, docente e investigadora na Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP), é a autora de um estudo que comprova ser da autoria de Raul Lino (1879-1974) o projeto – datado de 1930. – de uma casa construída no Porto, localizada na Rua de Ciríaco Cardoso.

O conhecimento deste facto perdera-se no tempo, entre os discípulos de Carlos Ramos, que colaborara com Raul Lino e que saberia da existência desta casa. A relevância de existir uma obra do arquiteto lisboeta no Porto decorre não só de aparentemente se tratar do único projeto comprovadamente construído na cidade de entre a dezena de projetos que compõem o Espólio Raul Lino, mas sobretudo do fato de esta casa integrar as “Estampas” de Casas Portuguesas, livro publicado em 1933 e com várias edições até aos nossos dias. A correspondência entre a casa e os elementos publicados não provava por si só a autoria, uma vez que poderia tratar-se de uma cópia, fiel e bem construída, fenómeno que aquela publicação provocou, ainda que dominado pela adulteração dos princípios propostos por este “arquiteto moderno” (Vieira de Almeida, 1970).

A comprovação da autoria foi possível pela triangulação de três fatores: a inquietação de poder haver uma casa de Raul Lino “num subúrbio do Pôrto”; a consulta do referido espólio do arquiteto, composto pelo trabalho profissional desenvolvido no seu atelier; e os processos de licenciamento de obras particulares, no Arquivo Histórico da Câmara Municipal do Porto. Contudo, a dificuldade em fechar esta teia de investigação residia no facto de o processo não estar dado como sendo da autoria de Raul Lino, constando antes outros dois técnicos como responsáveis, um arquiteto e um mestre de obras. Efetivamente apenas o desenho contento as plantas, cortes e alçados (a peça mais arquitetónica de um processo de licenciamento) se encontra inquestionavelmente assinado por Raul Lino. De resto, não foi possível apurar os contornos que possam ter conduzido a esta solução processual, uma vez que em 1926 fora concedido a Raul Lino o diploma oficial de arquiteto.

“Arquiteto da Geração de 90” (José Augusto França, 1970), Raul Lino construiu um percurso próprio, não se formando no convencional ensino académico, dominantemente parisiense. A sua aprendizagem, muito marcada por Albrecht Haupt, investigador da Arquitetura da Renascença em Portugal, desenrolou-se no ensino técnico-artístico anglo-saxónico, transportando assim para Portugal a inícios do século XX algumas das ideias que conduziram à emergência dos modos modernos.

Sobre Carla Garrido de Oliveira

Natural de Barcelos (1974), Carla Garrido de Oliveira é licenciada (1998) e Mestre (2009) em Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura da U.porto. Docente na FAUP desde 2004 e investigadora no CEAU desde 2012, desenvolve investigação na área da Arquitetura: Teoria, Projeto, História, tanto no âmbito da História da Arquitetura Portuguesa, que leciona, como enquanto doutoranda do PDA-FAUP, investigando a obra de Raul Lino até 1933, sob orientação dos docentes Marta Oliveira (FAUP) e José António Bandeirinha (dArq FCTUC).