Inovação da U.Porto apoia estudantes carenciados da Universidade

Entrega cheque Fundo de Ação Social da Universidade do Porto

A diretora dos SASUP, Cristina Jacinto, recebeu o cheque das mãos do Reitor da U.Porto (à esq.). (Foto: U.Porto)

O Fundo de Ação Social da Universidade do Porto recebeu esta terça-feira, 3 de maio, um cheque no valor de 5.000 euros, importância angariada na 1.ª Gala da Inovação da Universidade do Porto e que será aplicada no apoio aos estudantes da U.Porto com maiores carências económicas.

Presente na simbólica cerimónia, que teve lugar no edifício da Reitoria, Sebastião Feyo de Azevedo, Reitor da U.Porto, disse tratar-se de um “momento muito importante e que vai de encontro ao objetivos e missão da Universidade”.

A Gala da Inovação é uma iniciativa organizada pela U.Porto Inovação e pelo Gabinete Alumni da U.Porto com o objetivo de celebrar a aposta que a Universidade vem fazendo no domínio da sua Terceira Missão, nomeadamente ao nível da aproximação ao tecido empresarial. Realizada em dezembro de 2015, a  primeira edição celebrou também o Voluntariado e, como tal, a organização decidiu doar parte do valor do jantar ao Fundo de Ação Social da U.Porto.

“Este montante tem uma carga simbólica muito grande porque na Gala, além de se abordar toda a atividade de inovação e empreendedorismo na Universidade do Porto apostou-se também num lado que não pode ficar esquecido: as causas sociais”, destacou  Carlos Brito, pró-reitor para a Inovação e o Empreendedorismo.

Cristina Jacinto , diretora dos Serviços de Ação Social da U.Porto (SASUP), organismo ao qual compete a gestão do Fundo de Ação Social,  agradeceu por sua vez o donativo, que “será com certeza muito útil para muitos jovens que, noutras circunstâncias não poderiam frequentar o ensino superior”, disse.

A 1.ª Gala da Inovação da Universidade do Porto teve lugar no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões e contou com a presença de cerca de 200 empresários, investigadores, empreendedores e investidores. Para a edição de 2016 está previsto um “evento em grande”, projeta Carlos Brito.