INESC TEC lidera TEC4SEA, Laboratório offshore do Atlântico

O INESC TEC lidera o TEC4SEA, um laboratório offshore pioneiro na Europa que permite testar tecnologia para o mar em ambiente real. De acordo com a estratégia regional e nacional de especialização inteligente na economia do mar, o objetivo é capacitar as empresas nacionais com tecnologia com potencial de exploração no mercado global. O Centro de Investigação Tecnológica do Algarve da Universidade do Algarve (CINTAL) foi a primeira entidade a integrar o TEC4SEA e o Ministério da Defesa Nacional assina protocolo de colaboração a 28 de maio, durante o Fórum do Mar 2014.

Porto e Algarve são os primeiros dois polos do TEC4SEA, laboratório offshore do Atlântico. Esta infraestrutura tecnológica pioneira na Europa e única em Portugal nasce da forte aposta do INESC TEC na economia do mar nos últimos anos e já foi reconhecida e integrada pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) no roteiro nacional de infraestruturas de investigação com interesse estratégico. “O domínio das ciências e tecnologias do mar é considerado um dos principais fatores de aposta para o desenvolvimento nacional, com capacidade de geração e multiplicação de riqueza e conhecimento por um longo prazo, desde que adequadamente explorados e potenciados de forma sustentável.” explica Augustin Olivier, responsável no INESC TEC pelas atividades no setor do mar.

A missão do TEC4SEA é oferecer laboratórios que acompanhem novas tecnologias para o ambiente marítimo desde a fase de investigação, passando pelo desenvolvimento, simulação até ao teste em ambiente real. Águas Profundas, Pesca, Aquacultura, Monitorização Ambiental, Segurança e Defesa são as áreas prioritárias de atuação do TEC4SEA, que vai disponibilizar às instituições parceiras tecnologia e laboratórios de teste nas áreas da robótica marítima, monitorização subaquática, sistemas de comunicação wireless em banda larga e sistemas acústicos.

Para já, o TEC4SEA integra o INESC TEC e o CINTAL, estando em negociação a entrada do Centro de Investigação Naval (CINAV) da Marinha Portuguesa e do INESC P&D Brasil. Dado o potencial das tecnologias para o mar nos setores da segurança e da defesa, o Ministério da Defesa Nacional, através da Direção-Geral de Armamento e Infraestruturas de Defesa, assina no próximo dia 28 de maio, pelas 14h30, no stand do INESC TEC no Fórum do Mar, um Protocolo de Colaboração com o INESC TEC no âmbito do TEC4SEA. “Cabe ao Ministério da Defesa Nacional contribuir para a definição, planeamento, coordenação e acompanhamento da execução das políticas de defesa, nos domínios da investigação e desenvolvimento na área das ciências e tecnologias de defesa, da base tecnológica e industrial de defesa, assegurando também a representação em organizações e entidades nacionais e internacionais”, explica o Cte. João Fidalgo Neves, da Direção Geral do Armamento.  

O TEC4SEA está aberto a instituições e empresas que pretendam alavancar a atividade no setor do mar e espera integrar as redes das infraestruturas de investigação europeias.